As meninas brasileiras

Videos porno da brasileirinhas com muito sexo anal,oral,Swing,carnaval e festas com muito sexo e aqui no sexsites entre e confira! As mulheres brasileiras são conhecidas por sua mente aberta, algo que atrai a maioria dos homens. A experiência cultural e o compartilhamento de costumes e tradições tornam uma relação online algo muito enriquecedor. Usar sites de namoro para ter um relacionamento a distância é um começo seguro. Para dar o próximo passo e sair da ... Rápido e fácil de obter esses meninas brasileiras sexy online com preços com desconto, vocę precisa de remetentes e fornecedores na China. O DHgate está sempre aqui para oferecer meninas brasileiras sexy com o menor preço, a mais alta qualidade e os melhores serviços ao cliente. 22/jan/2020 - Explore a pasta 'Meninas brasileiras!' de Anne Gabriely no Pinterest. Veja mais ideias sobre Meninas brasileiras, Garotas tumblr rosto, Meninas tumblrs. Posts sobre meninas brasileiras escritos por blogymodas. a modelo brasileira adriana lima, a modelo fernanda lima estreiou em qual novela brasileira, adolecentes brasileiras, adolescentes brasileiras, agencia de modelo do brasil, agencia de modelos brasileiras, agencia de modelos do brasil, agencias de modelo do brasil, agencias de modelos brasileiras, agencias de modelos do brasil, agências ... 23/fev/2018 - Explore a pasta 'Meninas brasileiras' de Thaissa Silva no Pinterest. Veja mais ideias sobre Fotos de amigos, Meninas brasileiras, Fotos melhores amigos. Ler todos os posts de Fodas Reais em Fodas reais. Tinha uma grande frustração em minha vida em relação ao sexo oral pois nunca nenhuma mulher conseguiu em 30 anos de praia engolir meu pau inteiro ate que conheci uma loira no tinder que meu deus ! vejam Liliana perdeu a virgindade aos 13 anos. Nos '60 Segundos de Fama' desta sexta-feira, destaque também para Renée Zellweger, que terá feito as cirurgias plásticas para esconder as suas origens. As mais belas meninas e mulheres brasileiras do Instagram. Meninas maravilhosas do Brasil. Inscrever-se para Instagram D. izem que as brasileiras são as mais lindas do mundo, mas quais seriam as mulheres mais bonitas do Brasil? Fizemos uma pesquisa entre os leitores do Portal Conquista Moderna, e então elaboramos um Ranking que pode mudar com uma nova pesquisa a qualquer momento.. A primeira desse Ranking nasceu há 35 anos no sul do país, tornou-se uma das top models mais aclamadas do planeta.

Ana Lorena Marche assume direção de futebol feminino em São Paulo

2020.09.09 16:41 futebolstats Ana Lorena Marche assume direção de futebol feminino em São Paulo

Nesta terça-feira (8), Ana Lorena Marche falou pela primeira vez como diretora de futebol feminino da Federação Paulista de Futebol (FPF). A dirigente, que coordenava o respectivo departamento na entidade, substitui Aline Pellegrino na direção, já que a antecessora assumiu a recém-criada coordenação de competições da modalidade na Confederação Brasileira de Futebol (CBF).
"Estou há oito meses na casa e sempre aprendendo. É difícil citar uma só [característica de Aline]. Ela olha para o todo, é estratégica. Pensa fora da caixinha, na massificação; entende que o futebol feminino é um produto que tem de ser pensado de maneira diferente. Uma peneira pode não fazer muito sentido no masculino, mas, no feminino faz total sentido nesse momento em que vivemos", afirmou Ana Lorena durante entrevista coletiva por videoconferência, mencionando a seletiva realizada pela FPF para o Campeonato Paulista sub-17, que reuniu cerca de 600 meninas, entre 14 e 17 anos, no ano passado.
Segundo a diretora, atrair garotas mais jovens à modalidade é uma das missões no cargo. "Esse ano, teríamos o [Paulista] sub-15, mas veio a pandemia [do novo coronavírus]. No ano que vem, se tudo melhorar e tivermos segurança, pretendemos realizar o sub-15 e aumentar os festivais das categorias menores, para que possamos atingir mais lugares no estado, e que elas [meninas] não tenham o festival em só uma ou duas datas no ano. Queremos, também, conversar com as escolas e o governo estadual. São parcerias interessantes para massificar a modalidade, ensinar as meninas a gostarem mais de futebol", detalhou.

Ver essa foto no Instagram
Essa imagem descreve bem o trabalho da Aline, multitarefas, dedicação total e uma paixão incrível por transformar o futebol de mulheres!! Meio maluca as vezes, rs. Mas cheia de ideias mirabolantes e geniais. Parabens, vc merece!! Sempre foi um prazer trabalhar ao seu lado, obrigada por todo aprendizado e confiança. Pode ter certeza que a parceria continua!
Uma publicação compartilhada por Ana Lorena Marche (@ana_lorena_marche) em 3 de Set, 2020 às 8:25 PDT
Educadora física de formação, Ana Lorena chegou à FPF em dezembro, após duas temporadas coordenando o futebol feminino da Ferroviária. Na gestão dela, as Guerreiras Grenás foram campeãs brasileiras e vices da Libertadores em 2019. Até por isso, a nova diretora da modalidade na entidade entende que o interior do estado tem potencial a ser explorado.
"[As cidades de] Franca, São José do Rio Preto, Araraquara e Botucatu foram grandes formadoras e continuam sendo. Boa parte da base de alguns clubes é de meninas que vieram daí. Então, é olhar e valorizarmos cada vez mais. Pensarmos cada vez mais em festivais [sub-14] como os dos dois últimos anos em Araraquara, e levá-los a outras regiões do estado onde o futebol não é tão desenvolvido; fazer que mais cursos de capacitação cheguem nesses locais. O estado é gigantesco, com uma população enorme. Há muita coisa a ser feita", planejou.
"Ainda temos de quebrar mais e mais barreiras para inserirmos mais meninas e mudarmos a percepção de marcas e dos clubes. Nem todos [os clubes] fazem uma gestão [do futebol feminino] pensando no todo. Para isso, teremos que ter muita resiliência, como Aline teve nesses quatro anos. Acho que é um dos grandes feitos dela, ter movido uma federação inteira em prol da modalidade, e não só o departamento", concluiu.
O post Ana Lorena Marche assume direção de futebol feminino em São Paulo apareceu primeiro em Futebol Stats.
from Futebol Stats https://bit.ly/2FcXKEh
via IFTTT
submitted by futebolstats to SiteFutebolStats [link] [comments]


2020.09.08 01:57 moonlich Esteriótipo de cú é rola

Sabe quando vc é moleque e acha que as loiras são as mais gostosas? Daí percebe que são metidas e não gostam de nada que vc fala?
E as vampirinhas? aquelas de olhinho claro? São tudo paia...falam com vc só por educação mas são as mais interesseiras
Asiáticas cansam você antes de você encontrar uma
Negras se acham boas amigas
E a brasileira? Aquela menina da cor bronzeada e do cabelo macio tipo do pôster de cerveja? Não tem tempo pra nada. E isto não faz delas interessantes
Legais são as ruivas.
submitted by moonlich to u/moonlich [link] [comments]


2020.09.03 04:06 0i0i0i0i0i0i Mulher Interesseira

Estou aproveitando minhas férias presa no submundo da internet de brasileiras casadas com gringo porque estou muito obcecada. Eu fiz um tópico aqui do início da minha jornada, quando descobri as minas que casam com gringos e se mudam para cá sem falar nenhuma língua em comum com o marido.
Ontem/Hoje achei um blog colaborativo sobre o tema. É a coisa mais bizarra que eu já li na minha vida. Umas mulheres muito doidas que tem como meta mesmo namorar "gringo" (bem genérico), e tem umas obsessões bizarras sobre piroca rosa, ou fazem generalizações bizarras sobre como é comum gringo curtir scat e ser sujo, mas o que mais me chocou é como elas são interesseiras e entitled.
Tem umas mulheres que os caras bancam viagem para Europa, e elas reclamam de por exemplo, alguém que faça elas ajudarem nas contas da casa depois de casa, tem um post bizarro da menina falando mal de um cara que ele era mão de vaca porque ela disse que estava com sede e ele ao invés de comprar água para ela, ofereceu água da garrafinha que ele tinha.
Eu vi uma máxima comum que era "o que é dele, é nosso; o que é meu, é meu". Deve ser muito triste se envolver com alguém e manter uma mentalidade assim. Às vezes elas agem assim falando sobre caras que assumiram filhos delas de relacionamento antigos.
Outra coisa é também elas falando mal de outras mulheres num jeito muito fútil, tipo falando mal de mulher que não faz a unha e hidratação no cabelo, limpeza de pele. E também exaltando voltar ao Brasil se fazendo de rica.
Eu fiquei meio triste e chocada e curiosa sobre esse universo porque é uma realidade feminina muito longe da minha. Me assustou demais porque eu já vi homem acusando mulher de ser assim, e eu sempre achei errado porque não conhecia mulher que era assim... e agora vejo que pelo menos uma parte é desse jeito mesmo.
Enfim, são 4h da manhã e eu passei a noite inteira lendo esse blog e precisava compartilhar sobre.
submitted by 0i0i0i0i0i0i to desabafos [link] [comments]


2020.09.02 18:43 sweet_gih Minha experiência nos EUA

Eu fiz intercâmbio em 2018 em Los Angeles. Já vou começar dizendo q..a comida eu não gostei muito não. Podem ter certeza q a comida brasileira é muito melhor. As panquecas eu não gostei muito do gosto,mas eu acho q era é mulher q não sabia fazer. Açaí que é uma coisa q eu amo,é difícil achar...então a parte da comida eu não curto muito,o feijão é horrível mano. Os americanos são chatos demais velho,meu namorado fica bravo quando falo isso pq ele é americano kkkk,enfim,pelo menos no colégio q eu estava,as meninas eram chatas demais,elas pareciam ter inveja de quem era de outro país entendem? Os meninos eram legais até,eles gostam de quem fazia intercâmbio,eles perguntavam se podiam te ajudar e etc. Eu tinha tido um encontro com um garoto lá mas não acabou rolando nd,eles não beijam em encontro,apenas conversam..no final ficamos apenas na amizade. Eu tinha me apaixonado por um menino do mercado gente kkkkk,eu ia sempre naquele mercado só pra olhar pra ele,até q um dia eu perguntei pra ele "moço,onde tem papel higiênico?" Ele me levou até lá e teve um hora q falei baixinho em português "meu Deus,que homem lindo" ele deu risada e disse em português "agradeço pelo elogio moça" eu fiquei paralisada kkk. Toda escola vai ter um grupo de brasileiros gente,TODA. O brasileiro só não domina o mundo por preguiça msm kk. O aprendizado das escolas lá são bem melhores do q do Brasil..SEM DÚVIDAS. Eu fui na calçada da fama,é top demais. Pretendo morar lá mais pra frente
submitted by sweet_gih to desabafos [link] [comments]


2020.08.26 00:01 MegaNose337 Privilégios e a visão social meio esquisita dos brasileiros

Eu venho de uma condição bem privilegiada, talvez alguns até chamem de berço de ouro. Nunca tive mansão, jato, carro de luxo ou qualquer coisa do tipo, digamos que eu estou na classe média alta e nunca me faltou nada, sempre tive tudo que eu precisei: estudos, alimentação, lazer, amizades, etc. Meu avô não tinha nem chegado ao ensino médio e o meu pai batalhou, trabalhou na adolescência, se formou e se tornou uma pessoa bem sucedida (uma trajetória semelhante aconteceu com a minha mãe), não vou mencionar os empregos deles aqui mais pra não me expôr tanto mesmo. Uma situação que andou me incomodando muito nesses últimos tempos é sobre como a sociedade enxerga a questão dos privilégios, pobreza, riqueza, etc. O que começou as minhas reflexões constantes e sem fim sobre essas questões foi aquela treta no twitter da menina que foi xingada porque postou fotos do passeio internacional que o colégio dela teve (eu nunca nem saí do país e adoraria visitar a Europa, mas o que diabos eu ia ganhar tentando fazer uma pessoa que já teve essa oportunidade se sentir mal?). Eu não me afetei tanto por isso porque não sofri esse tipo de comentário diretamente, mas começou a me incomodar um pouquinho mais quando as pessoas começaram a comentarem esse tipo de coisa pra cima de mim. Aquele clássico lance do "aaaaah o filhinho de papai que nunca precisou ralar na vida" ou o "aaaah playboy" ou outros comentários do tipo e eu fico "MANO?!?!". Eu nunca neguei que o Brasil possui uma tremenda desigualdade social e nem desmereci ninguém por causa de renda ou trabalho (o que eu considero não ser mais do que minha obrigação), mas mesmo assim as pessoas adoram esfregar na cara o tanto que eu tenho em relação à elas ou à realidade brasileira (inclusive bloqueei e cortei laços com várias pessoas que eu até gostava porque elas faziam isso). Eu acho que inclusive isso não fica só na classe financeira e essa "luta de classes" acabou se estendendo para todas as relações de desprivilegiado/privilegiado, principalmente no twitter ("ah, como mulheres, negros e pobres sofrem, tem mais é que debochar e avacalhar homens, brancos e ricos mesmo") o que eu acho um erro tremendo, visto que quem tá em cima também tem um papel importante na sociedade. Eu adorei esse lance da sociedade brasileira ter mudado e ter passado a achar inadmissível desprezar as pessoas simplesmente por terem menos dinheiro, mas precisava ir tão longe a ponto de inverter os pontos e debochar de quem tem dinheiro? Não faz nem sentido isso pra falar a verdade. Pra falar a verdade eu acho que isso tudo começou com essa modinha de Trap, que eu enxergo simplesmente como uma vertente do Rap só que sem mensagem e com um bando de idiota ostentando roupinha de marca, exaltando coisas erradas, tendo falas machistas, xingando brancos/ricos e chamando todo mundo que não gosta desse gênero musical de racista. Esse contexto todo fez eu me sentir bem mal com o fato de eu ter muita condição em relação à tanta gente no Brasil e acabou me transformando numa máquina esquisita de absorver conhecimento. Eu tenho 18 anos (quase 19) e estou no segundo semestre da faculdade, me esforçando muito, estudando três línguas (todas essas bem difíceis), tocando instrumentos, estudando vários conteúdos que não são do meu curso apenas pela sensação de absorver conhecimento e eu não tenho certeza se isso é o melhor caminho a se tomar, mas por enquanto isso me desperta um certo prazer. Resumindo: a desigualdade brasileira somado à esse comportamento agressivo que as pessoas tem comigo por ter mais condições me despertou uma vontade muito grande de emigrar para um país menos desigual e criar uma família por lá, onde tudo seja mais igual e livre dessa mentalidade esquisita do brasileiro.
Desculpa se o texto ficou uma merda/confuso, tava tentando juntar as ideias e ir escrevendo no impulso mesmo, sem pensar bem na estruturação do texto
submitted by MegaNose337 to desabafos [link] [comments]


2020.08.25 04:33 Puzzleheaded_Pepper7 PRECISO FALAR COM TODOS OS BISSEXUAIS AQUI.

Então,eu sempre fui apaixonado por meninas(e talvez por meninos,não tenho certeza),e desde pequeno,mesmo que errado,eu via pornô em revistas,dvds e tals escondido. Nunca fiquei com ninguém por ser muito inseguro por causa do meu corpo e timidez,mas eu beijei,no máximo,duas meninas que são minhas primas. Meses depois de descobrir a masturbação,descobri o pornô gay,então passei pelo menos 2 anos vendo apenas isso. Eu passei aquela época sem pensar muito sobre minha sexualidade,mas imaginava como sairia do armário como gay(raramente um pornô bi),pois não via as mulheres com os mesmos olhos como via até os 11/12 anos,porém,durante essa época,ainda tinha crush’s meninas,mesmo que não sexualmente. Só que aos 15/16 pra cima,comecei a olhar para as meninas de um outro jeito também,e isso foi crescendo aos poucos,começou com fantasias sexuais com as minhas crush’s, pornô (de pornô hétero a solo feminino)contos e sonhos eróticos(que acontece raramente),me sentia completo e feliz depois de “vocês sabem oq huehue”. Nunca deixei de gostar de homens tbm,mas minha sexualidade acabou se tornando mais fluida(assistia pornô gay,hétero,masturbação feminina,pornô bissexual,nudes). As vezes eu não me entendia,aí descobri o bi-cycle,o que explicaria porque meu gosto varia muito. As vezes estava querendo mulheres intensamente e nem pensava em homens,as vezes queria somente homens,as vezes os dois. Mesmo assim,mesmo sabendo dos termos e tals,isso me deixava confuso e pegava questionando a validade da minha bissexualidade porque já li muitas histórias sobre “bissexuais” que se descobriram Gay/lésbica/hétero,também pq todo mundo sempre perguntou se eu era gay muitas vezes por causa do meu jeito(eu odeio quando personalidade vira questão de sexualidade) e também porque demorei pra entender a fluidez da sexualidade humana e falta de representatividade bissexual(pois na mídia ou se é hétero ou é homossexual,aí faz parecer que bissexualidade não existe ou não é algo muito improvável),mas ainda assim,essa insegurança sumia,as vezes tenho certeza de que sou 100% bissexual,mas as vezes fico extremamente inseguro,achando não. Hétero sei que não sou. Eu também não consigo me imaginar em relacionamento sério,pois se me relacionar com uma mulher,certamente sentirei vontade de ficar com homens alguma hora,mas se eu namorar um homem,o mesmo acontece. Isso ajuda a piorar minha insegurança.
Edit: eu fui me descobrindo bissexual em 2016/2017,depois me descobri Bi em 2018 e foi indo até agora. Essa insegurança bateu só agora,em meados de 2020.
Edit: postando aqui porque não encontrei comunidade bissexual brasileira.
VOCÊS PASSARAM POR ISSO?? ESTOU FICANDO LOUCO??!! ME AJUDEM!! COMO POSSO FAZER ESSA INSEGURANÇA SUMIR??
submitted by Puzzleheaded_Pepper7 to arco_iris [link] [comments]


2020.08.23 06:45 altovaliriano Os vampiros de ASOIAF não são realmente vampiros

A palavra vampiro é mencionada diversas vezes, em geral para falar de coisas que ocorrem fora dos sete reinos.
Os selvagens eram homens cruéis, dizia, escravagistas, assassinos e ladrões. Faziam amizade com gigantes e vampiros, raptavam meninas na calada da noite e bebiam sangue m cornos polidos.
(AGOT, Bran I)
...
Era o fim do mundo, dizia sempre a Velha Ama. Do outro lado havia monstros, gigantes e vampiros, mas não podiam passar enquanto a Muralha se mantivesse em pé.
(ASOS, Bran IV)
...
“Do outro lado dos portões vivem os monstros, e também os gigantes e os vampiros”, lembrou-se de ouvir a Velha Ama dizer, “mas não podem passar enquanto a Muralha se mantiver forte. Portanto vá dormir, meu pequeno Brandon, meu garotinho”.
(ASOS, Bran IV)
...
A luz verde do fogovivo banhara o rosto de quem assistia, fazendo-os parecer-se com cadáveres em putrefação, uma alcateia de alegres vampiros, mas alguns dos cadáveres eram mais bonitos do que os outros.
(AFFC, Jaime II)
...
Este mundo está cheio desses contos loucos. Gramequins e snarks, fantasmas e vampiros, sereias, gnomos, cavalos alados, porcos alados... leões alados.
(ADWD, Tyrion III)
...
A princesa Nymeria permaneceu com os navios em Zamettar, uma colônia ghiscari abandonada há mil anos, enquanto outros fizeram seu caminho rio acima até as ruínas ciclópicas de Yeen, refúgio de vampiros e aranhas.
(TWOIAF, Dez mil navios)
...
Duas das novas cidades em Ponta Basilisco foram saqueadas por traficantes de escravos, com toda a população passada na espada ou arrastada em correntes, enquanto Yeen teve que conter ataques dos vampiros listrados das profundezas das selvas.
(TWOIAF, Dez mil navios)
...
Mais ao sul, as armadilhas da civilização caem por terra, e os Homens Tigrados se tornam mais e mais selvagens e bárbaros. Esses sothori veneram deuses sombrios com ritos obscenos. Muitos são canibais, e mais ainda são vampiros; quando não podem se banquetear da carne dos inimigos e estranhos, comem sua própria morte.
(TWOIAF, Sothoros)
Algumas vezes são apenas para distinguir espécies de morcego que se alimentam de sangue.
– Esta noite – disse Skahaz mo Kandaq. O rosto de bronze de um morcego vampiro surgiu por baixo do capuz do manto de retalhos.
(ADWD, O Derrubador de Reis)
...
Doze níveis abaixo, encontrou o Cabeça-Raspada esperando, as feições grosseiras ainda escondidas pela máscara que usara naquela manhã, do morcego vampiro.
(ADWD, O Derrubador de Reis)
...
Mais ao sul estão as regiões conhecidas como Inferno Verde, onde dizem que vivem os animais mais temíveis. Lá, se os contos são verdadeiros, há cavernas cheias de morcegos vampiros brancos que podem drenar o sangue de um homem em minutos.
(TWOIAF, Sothoros)
Ocorre que somente quando esta se referindo aos morcegos, a tradução esteve ligeiramente próxima da verdade. O morcego branco de Sothoryos é chamado de vampire bat (animal que existe em nosso mundo), mas o morcego das máscaras das bestas de bronze é chamado de blood bat, o que torna aceitável que o chamemos de morcego vampiro. Entretanto todas as outras menções estão bem mais longe do significado do texto em inglês.
A palavra usada em inglês dos primeiros exemplos acima é Ghoul e não Vampire. Ghoul é definido pelo Merriam-Webster como sendo “uma criatura maligna lendária que rouba túmulos e come cadáveres” e é uma palavra de origem árabe. A palavra aparece como equivalente de vampiro no Google Tradutor, mas este software também o chama de “canibal”, “o espírito que ataca cadáveres” e mais curiosamente de “o espírito dos contos orientais”.
De fato, um Dicionário de Arabismos da Língua Brasileira lista “gênio” e “aparição” como significados de gûl (forma não anglicana da palavra, suponho) e “guli”, “goula” e “gula” como equivalentes. Ainda assim, segundo a wikipedia é comum que o termo seja traduzido como “carniçal” ou “vampiro” em edições brasileiras de obras de fantasia, como Harry Potter e The Witcher (jogo eletrônico).
Ironicamente, as próprias Crônicas de Gelo e Fogo tem outras traduções para o termo ghoul que não “vampiros. Isso provavelmente é fruto da má qualidade da tradução feita pela editora Leya.
Para lá da Muralha vivem monstros, os gigantes e os fantasmas, sombras que perseguem pessoas e mortos que andam, ela dizia, enfiando-o embaixo do cobertor de lã áspera, mas eles não podem passar para cá enquanto a Muralha permanecer forte e os homens da Patrulha da Noite permanecerem fiéis.
(ADWD, Bran I)
Os fantasmas aí são ghouls.
Seis séculos vieram e se foram desde aquela noite, mas Durolar ainda era evitado. Os selvagens haviam retomado o lugar, Jon soubera, mas patrulheiros afirmavam que as ruínas recobertas eram assombradas por espíritos que atacam cadáveres, demônios e fantasmas ardentes com um gosto doentio por sangue.
(ADWD, Jon VIII)
Esta tradução extensão de ghouls possivelmente ocorreu em razão de a palavra fantasma já ter sido usada para “fantasmas ardentes” (burning ghosts, no original). Mas isso também revela que o responsável pela tradução sabia o que eram ghouls e vinha traduzindo como “vampiros” ou “fantasmas” de forma deliberada.
Mas, enfim, o objetivo aqui era mostrar que os vampiros que conhecemos não são criaturas do folclore de ASOIAF. E que os “vampiros” citados nos livros são apenas problemas de tradução.
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2020.07.24 15:55 oldsctby GenCon Online em Português (mesas de RPG mistas + exclusivas para mulheres)

Fala galera!
Não sei se todos estão sabendo, mas GenCon tá fazendo um evento online na pandemia. Embora a maioria das mesas gringas sejam pagas, as mesas brasileiras são gratuitas em maioria!
Tá rolando um monte de mesa maneira, boa para quem quer um one shot, é novato ou quer testar um sistema diferente.
Para as meninas que querem começar, tem mesas exclusivas para mulheres e mestradas por mulheres também. Algumas já esgotaram, então é bom correr. Por exemplo, essa aqui, que ainda tem 5 vagas https://www.gencon.com/events/189596 (eu estou auxiliando a mestra desse projeto, tá ficando incrível!). Começa domingo, dia 02 de agosto às 14h de Brasília.
A gencon começa na quinta feira, dia 30 de julho e tem muita mesa rolando até domingo dia 02. As inscrições são pelo site da gencon (o mesmo do link acima!) e fiquem de olho que o site colocar o horário que está um fuso atrás do nosso, ou seja, é só somar uma hora pra saber quando começa no horário de Brasília.
Muito RPG para todos e um grande beijo!
submitted by oldsctby to rpg_brasil [link] [comments]


2020.07.05 19:55 tatimczr_ história bonita da copa

me ligaram ás 3 horas da manhã. um inglês resolveu beber mais um pouco, e aqui no Brasil os bares, ao contrário da Inglaterra, não se fecham a meia noite. (e os ingleses tem uma reputação de fazer merda pelo mundo afora, como turistas). e eles gostam muito do bend drinking. então assim, como o bar deles fecha muito cedo, eles bebem tudo duma vez pra ficar muito louco. de qualquer jeito, o inglês bebeu demais, e ai o inglês resolveu que no Brasil não precisa de usar roupa, então ele saiu andando pela Savassi completamente nu e isso começou a incomodar as pessoas. e ai algumas meninas que falavam inglês resolveram abordá-lo sobre sua nudez, e ele fez o que qualquer pessoa sensata faria: ele urinou no baldão de Heineken das meninas. era um baldão de gelo cheio de Heineken, ele urinou lá dentro. ele tirou a benga de fora, já tava com o bilau pra fora, urinou lá dentro. e aí a galera meio que tomou as dores do inglês, e aí vieram discutir com ele, tirar ele dali. ai ele pegou uma das garrafas de Heineken, quebrou na cara de uma pessoa, depois pegou uma outra garrafa e quebrou na cara de uma menina. e aí começou uma grande briga campal, e aí custaram aos policiais cercear e levar ele pra delegacia. aí desceram com ele pra delegacia do centro, pra poder dar aquela lenha bem servida nele, e quando ele chegou lá, completamente nu, depois a gente veio a descobrir que ele tinha usado muito êxtase, muita bala assim e tal, tava muito louco. ele chegou lá e fez a coisa mais sensata que cê pode fazer numa delegacia brasileira: a escrivã era uma mulher, tava lá anotando, ele saiu correndo e pulou com os dois pés por cima da escrivã e derrubou ela e deu uma voadora de dois pés no peito da escrivã. e aí ele apanhou de todos os policiais que estavam por lá. e aí me ligaram nesse momento pra saber se podia ou não podia matar esse cidadão inglês. eu disse que não podia matar o cidadão inglês, porque pega muito mal pra gente quando a gente mata o cidadão inglês. dá trabalho pra diplomacia do país; não pode matar os estrangeiros que vem no país a turismo. então eu falei assim "não, não mata". esse foi assim, um dos momentos da copa.
submitted by tatimczr_ to copypastabr [link] [comments]


2020.06.30 10:51 alteregoshadow Resumo do resumo preguiçoso do bug interno

A formatação vai ficar um lixo por motivos de bug No momento estou tentando bater meu recorde de 72h em jejum, enquanto aproveito mais uma ótima madrugada sozinho na cozinha escura ouvindo o tic tac do relógio de parede comprado na lojinha de 1.99 Até que me lembro de quando o meu eu do passado chorou na minha frente, e eu não consegui resistir e comecei a chorar também Ele me disse que tinha medo de sentir dor. Dei um abraço bem forte nele, falei pra ficar tranquilo. Já passamos por tanta dor juntos Já jogamos airsoft na linha de frente tomando tiro pra caralho, já caímos morro abaixo, já comemos três pizzas e tivemos um mini ataque cardíaco... Sei lá, há um tempo atrás eu prometi a ele que ninguém nunca mais iria mexer comigo de graça Eu ia deixar de ser "bom em nada", e eu ia deixar de ser só mais um saco de pancada (é sempre muito fácil transformar uma criança num saco de pancada, né?) Enfim, minha jornada continuava. O meu eu da época das sombras foi recomendado por um anônimo de fórum da ""deep web"" a fazer academia e se livrar dos vícios. Meu eu daquela época nunca fez isso, tive que fazer por ele Calma... por que estou digitando isso aqui? Eu nunca gostei desse lugar. Acho a comunidade brasileira do Reddit muito chata e fresca. Mas eu também sou chato e fresco kkkk talvez exatamente por isso esteja aqui Resolvi criar uma conta agora, entrava só como visitante de vez em nunca, até pq nunca tem nada de interessante aqui. É quase sempre os mesmos tópicos falando ou de relacionamento ou solidão Mas esse não é o primeiro tópico que faço aqui... Já fiz um falando sobre como estou fazendo minha carta de suicídio kkkkk A carta de despedida (o suicídio lá nem é explícito) é apenas um pedido da minha sombra Não quero me matar pelo menos não por enquanto Muito leviano da parte de vocês redditors ao fazerem aqueles comentários no meu post. Mas não os julgo tbm, não há muito oq esperar de uma comunidade chata e fresca kkkkkk Lembrei em 2018 quando tive um amigo virtual nos tais fóruns da ""deep web"" (* som de fantasminha genérico *), ele era bem carinhoso comigo, já me deu um jogo de presente na steam; porém certo dia eu forjei minha própria morte, e passei a ignorá-lo completamente, sinto-me um cusão por ter feito isso, pelo menos é cômico voltar de tempos em tempos naquele fórum com uma conta fake e ver que o pessoal lá realmente acha que eu morri... meio sinistro na vdd Mas ainda assim sinto que não deveria ter feito isso, fico com a consciência pesada muito facilmente, lembro-me até hoje de quando roubei uma balinha no mercadinho do seu zé da esquina, tinha uns 12 anos; ou então no primeiro ano do ensino médio quando estava zuando uma amiga que tirou nota vermelha em física, mas ela começou a chorar... ver aquilo partiu meu coração, e para minha redenção decidi que seria justo ajudá-la a recuperar a nota, afinal além de tudo eu tinha as maiores notas de física da turma. Assim que ela recuperou a nota, voltei a zuar ela kkkkk mas nunca deixou de ser minha amiga por isso; uma vez já escreveu bem grande na contracapa do meu caderno de matemática "alteregoshadow, eu te amo". Guardo esse meu caderno até hoje (tudo bem que alguns dos meus amigos resolveram encher a página de desenhos de pinto, porém a frase ainda está lá) Eu fui meio pestinha na época de escola, em especial nos últimos anos do fundamental, uma vez eu fiquei acumulando saliva na minha boca por horas e depois soltei toda a cachoeira na mesa do meu amigo que sentava atrás; ou quando eu ficava pegando um monte de barata e lagartixa morta pra colocar nos estojos das meninas Sabe, sinto falta dessa época. Nem muito pelo motivo clichê de época da escola, simplicidade e tal, mas mais pq acho que foi a época em que eu fui a melhor versão de mim Um amigo meu mora num lugar bem isolado, tipo um sítio mesmo, mata densa e tal. A gente ia lá vez ou outra pra brincar, e era bem dahora. Esperávamos chegar a noite pra fazer o clássico pique esconde na floresta escura. Eu era conhecido por ser um dos melhores, não me encontravam nunca, até pq eu não tinha medo de me deitar e rolar no mato; saía correndo engolindo teia de aranha, lesma, pisando em cobra, enfim Era conhecido também por ser muito bom nos videogames e tirar as maiores notas da sala Aquilo definitivamente era a concretização da promessa que fiz ao meu eu de um passado ainda mais distante: disse que ia estudar mais, treinar mais, ser mais sociável E tudo isso aconteceu. Fiquei mais inteligente, mais forte, mais ágil, e do aluno mais "fantasma" da escola me tornei o líder de um grupo que reunia basicamente todos os garotos da oitava série. Ninguém mexia comigo, mas também nunca fui autoritário, zuava todo mundo e era zuado de volta. Certa vez a turma se uniu contra mim e jogaram todo meu material no lixo kkkkkk ri muito no dia Mas depois disso... sei lá Passei a frequentar academia, vez ou outra estudava um pouco, mas nada na mesma intensidade ou emoção A real é que eu passei toda minha infância sozinho na vdd. Meus pais trabalhavam o dia todo e meu irmão mais velho estudava em tempo integral. Na época teve um grande surto de dengue na minha cidade, por todo lado era cartaz falando da importância de tomar cuidado, afinal, dengue MATA. Aquilo me deixava demasiadamente pensativo, como assim morte? Eu nasci pra morrer? O que vem depois? Todo dia era a mesma coisa, chegava da escolinha e passava o dia inteiro pensando em morte, isso com uns 5 anos de idade. Pouco tempo depois, a situação piorou quando começaram as histórias de fim do mundo. Lembro que até chorava de tanto pensar nisso. A primeira vez que pensei na possibilidade de suicídio tinha uns 8 anos. Também nessa época foi quando presenciei um acidente em que um caminhão passou bem por cima da cabeça de uma menininha de uns 2 anos. Aquilo me marcou muito, e quando eu cheguei em casa, esperei todo mundo dormir para ligar o computador e pesquisar "fotos de cérebro", "fotos de acidente" e etc. Acabei parando em vários blogs e fóruns de gore (que eram bem mais comuns naquela época). Ficava assustado ao ver a fragilidade humana nos acidentes e pasmo ao ver a frieza de alguns para torturar outras pessoas por motivos torpes. Ainda assim, assistir gore acabou se tornando uma prática que levo até hoje (com menos intensidade), não por ser um psicopata que gosta de ver a dor e sofrimento alheio mas pq acaba me lembrando das minhas "origens", pensar sobre a morte e etc (todo mundo já deve pelo menos ter passado por uma situação em que sabe que vai se frustrar ou enraivecer mas mesmo assim segue em frente, é mais ou menos isso). Para morrer basta estar vivo, foi nisso que me toquei na época Posteriormente, com 10 anos, foi o momento em que fiz aquela promessa para mim mesmo. Não darei muitos detalhes aqui, e oq aconteceu logo depois já contei... Mas e após tudo isso? Bem, depois que o meu "auge" se foi, eu percebi que todos esses pensamentos ruins na vdd não sumiram, apenas estavam se escondendo. Quando voltaram, foi de uma vez. E ao invés de tentar lidar com isso de uma maneira normal, eu simplesmente achei que seria uma boa ideia dividir minha mente em partes. A maioria de meus alter egos são na verdade versões de eu mesmo porém em diferentes épocas. Porém também tem a minha sombra (pra quem conhece o conceito de Sombra do Carl Jung talvez entenda melhor isso). E oq aconteceu foi que, eu acabei criando egos que brigam entre si constantemente, deixei todas as minhas características positivas a um ser superior, idealizando um eu melhor que eu, um eu que agarrou todos seus potenciais e os explorou ao máximo, uma pessoa que eu nunca conseguiria ser porém dizia ser no mundo internético afora. Estava mentindo para mim mesmo Sabe, cada um dos meus alter egos têm uma qualidade. Um é bondoso, tem o inteligente, o criativo... porém parece que o que sobrou para mim foi apenas loucura. Poxa, eu já fui cada um deles, por que não consegui pegar pelo menos uma parte boa de cada um? Parece que eu regredi. O certo não seria, ser uma pessoa melhor a cada dia? Se eu ao menos pudesse juntar a bondade, criatividade, inteligência, e etc, eu definitivamente iria orgulhar o meu eu do passado, mas ao invés disso, estou apenas enganando ele e a mim mesmo, colocando todo meu potencial num alter ego superior que me consome a cada dia É complicado, por um lado tem a promessa que fiz que me mantém vivo, querendo cumpri-lá. Mas por outro, eu vejo eu mesmo desprovido de significado, tenho uma vida boa, bons amigos, situação financeira estável, minha família não gosto tanto mas relevo, enfim, mas parece que nada me é suficiente. Sinto que a vida é só um tédio extremo mesmo, até em momentos que era pra eu me divertir estou entediado, ou então quando de fato me divirto, depois o sentimento de vazio vem ainda maior, não dá pra explicar com palavras, o que posso dizer é que sou extremamente curioso, o que me atrai ao suicídio é o fato de ser uma morte planejada, eu poderia saber quando e como morrer, preparar uma carta de despedida, fazer uma "queima de arquivo" e etc, mas por outro lado, eu ficaria extremamente agoniado em não saber qual seria a reação das pessoas diante minha decisão. É literalmente a curiosidade o que mais me mantém vivo, e por vezes, a curiosidade de saber como seria meu suicídio é a predominante E não falo de tristeza ou depressão, sei lá eu nunca fui atrás de um profissional, mas eu sinceramente não acho que tenha depressão, no máximo TDAH pois de fato sou muito hiperativo e perco o foco muitas vezes, tropeço algumas vezes e (não sei se tem muito a ver) às vezes tenho a sensacão de que estou girando ou caindo, principalmente quando eatou sentado ou deitado em um ambiente escuro, mas assim, eu acho que a vida, especialmente hoje em dia e ESPECIALMENTE para pessoas como eu, é assim mesmo. Eu não preciso estar depressivo para sentir como a vida realmente é, e sinceramente tô cada vez menos ligando pra isso. Eu aprendi desde muito cedo a lidar com silêncio, solidão e tédio(esse é o mais difícil), além do mais tenho imaginação fértil então o meu maior passatempo (entretenimento, hobby chame como quiser) é só me perder na minha mente mesmo. Poxa, tem um universo inteiro dentro de mim para ser explorado, não quero me preocupar com coisas mundanas. E pra quem me critica, dizendo que isso é fugir da realidade, pensem que TUDO (ou quase tudo) que o ser humano faz no tempo livre é exatamente para fugir da realidade. A vida real é meio chata né kkkkkk. Jogar videogame, assistir filme/série que seja, jogar rpg de mesa, ler um livro, ouvir um audiobook ou podcast ou até mesmo uma festa com bebida e música alta, tudo isso serve para as pessoas fugirem da realidade, mas diferente do que eu faço, já que eu fujo da realidade mas pelo menos não fujo de mim mesmo Eu fujia de mim mesmo no último ano do ensino médio, sabe né, aquele ano que ngm liga. Ia e voltava pra escola a pé, e sempre passava na lojinha pra comprar chocolate, me viciei naquilo. Sempre comia no caminho e colocava a embalagem na mochila. Até que resolvi contar quantas embalagens tinham e pasmém, quase 80, isso em um pouco mais de 2 meses Sempre tive um mundo onírico muito vivo, desde criança bem pequena, sinto os meus sonhos de fato, lembro quando tinha uns 6 ou 7 anos sonhei que um guerreiro samurai atravessou a longa katana no meu peito e foi uma das maiores dores que senti. Tento às vezes praticar sono induzido, dou risada dormindo, falo dormindo e por vezes até escrevo ou desenho dormindo (não sou sonâmbulo). Comecei a perceber que boa parte dos meus sonhos envolvem meus alter egos, e na maioria das vezes estão em um ambiente fantasioso (como uma mansão ou castelo mal assombrado, cemitério, labirinto e etc) e precisam trabalhar juntos para resolver os puzzles e escapar Na maioria dos sonhos eu não sou o protagonista ou sequer participo, apenas observo os meus egos, em terceira pessoa Muitas das vezes a minha sombra mata os meus egos nos finais dos sonhos É muito simbolismo envolvido, ainda estou pensando sobre isso, pode ser uma autosabotagem (suicídio) ou então algo do tipo matar o velho para manter o novo, eu não sei Se tem uma coisa na qual eu posso ser grato, é por ter tido sorte para arranjar bons amigos. Sei que muita gente (em especial desse sub) deve ter mais dificuldades com isso, eu por outro lado, apesar de nem precisar tanto pois me dou bem comigo mesmo e na maioria dos momentos até prefiro estar sozinho, tive bons amigos. Às vezes é bom ter uma boa companhia. Aquele meu grupo da oitava série que falei anteriormente, mantenho contato com quase todo mundo, ainda considero sim porém cada um seguiu seu rumo e não tem nada de errado ou anormal nisso. Acho que muita gente que sempre teve dificuldade em fazer amigos cai no erro também de romantizar demais a amizade, do tipo "seremos amigos para sempre" ou sei lá mais oq. É completamente natural que com o tempo o afastamento ocorra, não precisa se sentir mal se as conversas não fluem mais Inclusive uma vez mandei uma mensagem para um amigo não se preocupar comigo pois em no máximo 5 anos provavelmente não iríamos mais nos falar de qualquer maneira, e ele respondeu: "Como assim com certeza continuaremos a nos falar e jogar Airsoft e RPG por muito anos a vir!". Admito que quase chorei lendo isso, e me senti fraco Mas continuando, em especial na internet, existe muito isso. Às vezes vem alguém desabafando por não ter amigos, recebe várias mensagens de pessoas para conversar, porém essas mesmas pessoas depois dão o famoso "ghosting". Olha, isso é bem previsível na verdade. Apenas faça a si mesmo a seguinte pergunta: "Quantos de seus amigos virtuais seriam seus amigos se você os conhecessem no mundo real, ao invés de no mundo virtual?". É apenas um questionamento, mas acho interessante. Pois é muito fácil falar que é amigo de qualquer um na internet Inclusive, entrei num servidor público de discord, daqueles só pra conversar e tal, e pqp parece que é impossível achar um servidor de discord em que a userbase não esteja repleta de adolescentes genéricos que têm problemas de autoestima e passam o dia jogando videogame ou assistindo filme/série/anime, tinha mto pré adolescente tbm de idade entre 11 até 14 anos Não ficava muito a vontade lá, as regras tbm eram muito vagas, não podia ser ofensivo no chat mas não estava definido oq era ofensivo pra staff. Levei um aviso simplesmente pq um adm lá quis, ainda não entendi que regra quebrei, ele provavelmente só estava de mal humor mesmo sla Tinha um canal de desabafo que só podia falar "coisa séria", aí uma vez falei sobre como fico puto por comer muito chocolate e queria mesmo era encher minha perna com tiros de airsoft, aí levei outro aviso por não respeitar a seriedade do canal. Sla né, autosabotagem não é uma coisa séria pra ele? Foda, muita arbitrariedade. Não tem como arranjar um servidor público decente. Sempre tem uma userbase majoritariamente imatura, joguinhos e eventos sem graça e confusos, enfim Mas oq eu queria fazer naquele servidor, eu fiz aqui. Provavelmente não da melhor maneira, certamente não da maneira como eu imaginava, mas está feito Ficou confuso e grande pra caralho lol
submitted by alteregoshadow to desabafos [link] [comments]


2020.06.14 07:18 RainhaDosDemonios Eu sou babaca por """"namorar"""" um menino que namorava uma menina com "Câncer"?

Olá Luba, Misty, Gala, partes do Fodrigo Raro, Turma que está a ver e julgar essa história, e possível convido ou Jean. Estou aqui para tirar o peso da minha consciência.
Bom um pouco de contexto: Essa história aconteceu em 2018 após eu começa a jogar um MMO online (Não falarei o nome por questão de exposição, não sei se as pessoas do Reddit jogam esse jogo), eu tinha 14 quando nesse jogo eu entrei em um clã, nesse clã onde a maioria era de espanhóis, eu conheci argentino, ao qual também não vou expor o nome chamemos ele de Fallen. Ele falava um pouco de português e eu muito pouco de espanhol, hoje em dia ele fala bem o português, e eu no auge dos meus 14 anos, achava que ele era uma espécie de príncipe, ele me ajudava a subir as coisas, sempre nos falávamos no privado e vivíamos trocando corações. Uma semana ou duas semanas depois ele tinha meu zipzap, que até então ninguém do jogo tinha. Então ele me contou um pequeno detalhe... Ele namorava com uma das meninas do clã, vou chama-la de I, e nesse detalhe havia outro ainda menor, ele afirmava que ela tinha "Câncer", e que não poderia me assumir por conta disso, e adivinha o que a burra aqui fez? ACEITOU ISSO (tenho raiva de mim mesma até hoje), ficamos nessa por 2 meses (De junho até agosto), até que tudo subitamente começa a dar errado, a saúde mental dele estava instável, e eu a todo custo tentava ajudar ele (Como uma boa ""namorada"" faria) e algum tempo depois os 2 líderes do clã descobriram a nossa relação, chamarei uma de Akame e o outro de N, ambos vieram falar comigo no Messenger (Nota: A Akame era brasileira e o N argentino também), eles vieram falar comigo sobre isso, tentaram por juízo na minha cabeça de adolescente com fogo no rabo, e eu falava que não, que eles estavam querendo acabar com a minha felicidade e coisas do tipo, a briga mais feia que teve foi entre eu e Akame (ó arrependimento de não ter escutado ela), que por 1 ano e meio não nós falamos mais, e depois de mais um tempo a I descobriu isso, e eu cansada de brigar com quase todo mundo ao meu redor sobre isso, eu falei a verdade a ela (Hoje em dia somos amigas e ela não guardo ressentimento por mim), e então o Fallen chego no meu zipzap, e segue a conversa: (Eu não botei print pela preguiça, mas se querem eu posso colocar aqui)
Fallen: Nose que dijiste (Não sei o que você disse) Fallen: Pero hiciste mal (Mas fez merda) Fallen: Hiciste que I se vaya (Fez com que I fosse embora) Queen/Eu: Creo que hizo mierda entonces (Acho que fiz merda então) Fallen: Me arruinaste... y yo queria ayudarla (Você me arruinou... E eu queria ajuda-la)
O resto sou eu puta da vida, xingando ele em forma de textão é bem patético. No entanto eu estava arrasada, meu mundo caiu bem em frente aos meus olhos, e por um tempo eu parei de jogar por estar triste e essas coisas, mas em 2019 (Quando voltei a jogar), a I não tinha nada contra mim, a Akame tinha parado por questões pessoais, o N me perdoou, e tudo voltou ao normal, e depois de uma conversa com o N, descobri que o Fallen tinha mentido pra mim, a I não tinha Câncer, ele apenas usou isso como um motivo para não me assumir.
Mas depois desse textão eu quero saber, eu fui babaca por """"namorar""""" um menino que namorava uma garota com "Câncer"? (Eu só quero tirar esse peso na consciência, Não me importo de aparecer na turma feira, só vim desabafar)
submitted by RainhaDosDemonios to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.05 16:23 CarlosAlbertoJr1569 "Eu não sou seu negro"

"EU NÃO SOU SEU NEGRO"
Entrevistei Zulu Araújo, presidente da Fundação Pedro Calmon, sobre as diferenças nas reações ao assassinato de negros nos Estados Unidos e no Brasil. Por que a população não toma as ruas em casos como os da menina Ágatha Félix e do jovem João Pedro Mattos. Também falamos sobre o racismo estrutural que devora a sociedade brasileira. Para ouvir e compartilhar. Roteirices Podcast
submitted by CarlosAlbertoJr1569 to u/CarlosAlbertoJr1569 [link] [comments]


2020.05.27 06:55 ChucoOwna A Historia da Jojofag com bonus, Parte 1

Oi Luba, editores e gatas.
Estava com a minha galera aqui em santos em uma baladinha que é metade na rua e metade dentro da balada Era noite dos anos 90, estava tocando aqueles eletronicos tipo sandstorm e infinity depois de um tempo começou aquelas musicas brasileiras tipo bonde do tigrão e furacão2000 Aí eu fui dançar com um amigo meu e nem tinha visto que ele estava interagindo com uma menina, aí ele falou "esse aqui é o Chuco, ele tambem é jojofag" aí já virei pra menina: "QUE, TU É JOJOFAG!? (pose de jojo) (menina) TALOCO TU É JOJOFAG (pose de jojo) (Chuco) CLARO QUE SOU, JOJO MELHOR ANIME (pose de jojo) -ECA DETESTO JOJOFAG (pose de jojo) UÉ, MAS VC TB VE -IDAI, MAS OLHA NOIS, JOJOFAG É TUDO LOCO aí conversamos sobre jojo jojo jojo depois sobre lol lol e lol, parecia que fomos feitos um para o outro mesmo ela sendo Main Janna e eu Main Taric bebemos bebemos bebemos e dançamos a beça(acho que o que fez ela gamar em mim foi me ver dançando créu velocidade 5🤔) A nossa bebida havia acabado e ela ficou com uma cara bem chateada, falei que ia resolver o problema dela se ela abrisse um sorriso no rosto. Peguei a bebida da minha amiga "Jolyne" e falei "to indo lá ser gado da menina porque ela quer beber, depois a gente se acerta" E a Jolyne falou "eu conheço essa menina, fomos fazer xixi juntas num role, mas Chuco, acho melhor te contar agora antes de rolar mais alguma coisa, ela é trans, tudo bem?" De primeiro momento fiquei surpreso, mas falei que não tinha problema, não estava afim dela só porque ela era bonita e menina, eu fiquei afim dela também pelo papo legal que tivemos e pela nossa quimica na pista de dança. AÍ MEU TINHA UM CARA IGUAL AO LUCCAS NETO enfim... Dei mais bebida pra ela e ela realmente ficou muito feliz(talvez até demais) Estávamos dançando e eu comecei aqueles pensamentos "quando que eu tento ficar com ela? eu tento? peço zap e depois chamo pra tomarmos um sorvete?" AÍ O LUCCAS NETO CHEGOU EM MIM PERGUNTANDO "aí lek, tua amiga ta solteira?" aí conversei com ele que ela estava, mas que eu queria ficar com ela, aí ele me deu aquela pressionada de bro "se tu não chegar nela logo eu chego hein" ele ficou bravo pq falei que ele era igual ao Luccas Neto MAS ELE ERA MUITO IGUAL Depois de um tempo a Jolyne tambem veio dar uma pressionada(mas não disse que ia chegar na menina). Aí teve uma hora que eu fui 100% dedicado "AGORA VAI, HORA DE TOMAR UM FORA" aí ví que ela sutilmente não estava querendo ter contato visual comigo, aí deixei pra lá Depois de um tempo desse "fora" a Jolyne foi falar com ela, um tempo depois começou a tocar uma musica legal e eu fui dançar com elas e a menina falou pra mim: "Meu, tua amiga quer que eu fique com você" E eu falei "você não precisa se não quiser, não vou te obrigar" aí ela pegou no meu rosto e VRAU me deu um beijão no meio da pista de dança na frente de todo mundo! Depois disso me puxou pra fora e falou que não costuma ficar com gente no role, falei que o importante é fazer o que lhe deixaria feliz sem se importar com a pressão e opinião dos outros. Ela foi falar com os amigos dela e eu com os meus, o Luccas Neto me parabenizou por ter ficado com a menina Depois de conversar um pouco com a minha galera ela veio de novo, segurou na minha mão e me levou pra esquina da rua onde tinha menos gente e menos barulho, sentamos no meio fio e começamos a conversar Perguntei a idade dela(21) depois ela me disse que era vegana, falei "ok" e ela disse "e você também vai ser pra continuar comigo" e respondi como o maior gado de todos os tempo: "tudo bem" (Eu só ia ser vegano na frente dela, mas ninguem precisa saber disso não é mesmo) Depois desse papo ela falou que gostava de dor, e eu falei que preferia carinho, que queria beijar ela de novo e VRAU nos beijamos mais um tempão aí ela falou que queria me morder e deu varias mordidas no meu braço. Depois pediu pra dar um chupão em mim, e também para eu fazer um caminho de chupões nela. Depois de muitos beijos, chupões, arranhadas e mordidas, ela falou que ia passar mal, deu uns passos pra frente e começou a vomitar. Me perdi em pensamentos admirando ela toda bonita vomitando e demorei pra notar que ela me tinha pedido pra segurar o cabelo dela e fui lá ser fofo. Como sou bem inteligente falei pra ela dar uma bochechada com a bebida pra dar uma limpada na boca depois voltamos a nos beijar como se nada tivesse acontecido, e eu sinceramente não senti gosto algum do vomito. Mas aí quando meu amigo que mora perto de mim tava indo embora eu falei que ia com ele, aí ela aproveitou e falou que tambem ia ver de ir embora, addei o WhatApp dela e demos um beijo de despedida, a desgraçada mordeu meu labio tão forte que eu urrei de dor e senti que sangrou um pouco Cheguei em casa mas não mandei mensagem ainda, não sou desesperado No domingo mandei bom dia pra ela 12:02, 14:28 ela respondeu com um oi, perguntei "Tudo bem?" e até hoje ela não visualizou minha mensagem.
E assim acaba a primeira historia da Jojofag com bonus, o que mais me entristeceu foi que se ela não tivesse dito "e você também vai ser vegano pra continuar comigo" eu não teria me apegado tanto.
Se tiver gostado da historia posso mandar as continuações, beijos =30
submitted by ChucoOwna to TurmaFeira [link] [comments]


2020.05.06 19:00 everybodyloves90s Apaguei o post que falei sobre a minha experiência na Europa, o corona vírus e etc

As vezes esqueço o quanto que a internet pode ser tóxica, coloquei pra fora meus sentimentos , pensamentos, joguei abusos e preconceitos que sofro por mais de 10 anos(que camuflei com palavras brandas LITERALMENTE), mas mesmo assim os meus problemas na boca de quem não me conhece parecem ter haver comigo ou ser apenas uma menina pirralha falando merda alguns até disseram que era problemas de garota branca em terras de primeiro mundo, bem.. branca eu não sou, nem vivo no primeiro mundo.bem agradeço a Deus por me ter deixado fazer o post sobre o que passo e passei na Europa por ser brasileira, e ver os brasileiros falando tanta coisa contra mim, muitos deles nunca saíram das suas cidades, hoje dia 6 de maio de 2020 posso dizer que pela primeira vez em anos de vida... eu tenho vergonha de ser brasileira sempre fui e serei a pessoa mais patriotas possível pensando sempre no meu povo e o quanto sofremos, me sinto envergonhada agora não porque sofri preconceito sendo chamada de puta ou sendo alvo de chacota nas escolas, no trabalho ou até na rua com falinhas desnecessárias, mas sinto vergonha de ser brasileira pela própria comunidade que era suposto olhar pelos outros saber e partilhar também o que sofrem e tentar entender a dor, infelizmente não sou a única brasileira na Europa a passar por problemas, já segui pessoas nas redes sociais vendo os relatos de serem abusivos com eles nas escolas, nas ruas, nos locais de trabalho etc... bem desde já agradeço a algumas pessoas que viram o meu lado e que souberam dividir as coisas, leram o que eu tinha pra falar sobre o que eu vivo a mais de 10 anos E até fizeram perguntas pessoais para saber da minha situação geral. Minh opinião não mudou e nunca vai mudar sobre o país que eu morei mais tempo(Portugal) acho que não existem palavras pra descrever o espírito de superioridade que têm em relação com os brasileiros
submitted by everybodyloves90s to brasil [link] [comments]


2020.04.13 05:32 toto883 CONSELHO BOM TEM PRAZO DE VALIDADE

Tenha em mente que, ao longo do curso da humanidade, o progresso sempre cobrou o seu preço.

Eu entrei no mundo das internets lá por 2002, e como tudo o que aconteceu no passado, “a vida era muito difícil naquela época”. Aspas pois não tão difícil quanto caminhar descalço 20 km em estrada de caco de vidro pra chegar na escola carregando os materiais em saco de arroz, como sempre conta a velha guarda pra dar um tom mais sofrido a sua infância bucólica, mas ainda assim era complicado: internet discada, horários pré-determinados pra acesso (somente após a meia-noite), lentidão de acesso e um barulho xarope de notificação no ICQ.

Não peguei a época do IRC. Pra quem não sabe, era um serviço de salas de chat onde várias pessoas conversavam simultaneamente. Fui privado dessa experiência pela minha parca idade, dado que a onda do mIRC foi até 2000, mas imagino que foi lá que o caráter online do humano moderno foi moldado. Em um serviço desse, onde se escolhia um nome qualquer, era muito fácil esconder-se atrás da tela e experimentar a vida dos sonhos das velhas fofoqueiras da varanda: inventar ou repassar fofoca sem consequências.

Foi dessa fantasia que surgiram notáveis farsas da internet, como o bug do milênio e a história da menina Samara que tem 14 anos (teria se estivesse viva) e morreu em Cascavel numa cerca de arame farpado.

Eu lembro, contudo, que nessa época havia um conselho que era repetido exaustivamente por pais, professores e pessoas mais experientes, pra não dizer mais velhas: “CUIDADO COM ESSA GENTE DA INTERNET - NÃO PASSE TEU ENDEREÇO E TELEFONE - NÃO ACREDITE EM TUDO O QUE VOCÊ LÊ”. Esse mantra era constante na vida do aborrescente/jovem da época.

De lá pra cá o progresso facilitou o acesso a informação, eliminou as barreiras e hoje boa parte da população brasileira têm acesso a internet. Contudo, a tão sonhada inclusão digital foi conquistada a um preço caro: a impossibilidade - ou desinteresse - de verificar fatos e informações.

Se naquela época de internet discada já era difícil conter as notícias falsas, imagina hoje, que tá todo mundo ligado 24 h por dia. E quando eu digo ligado, é totalmente ligado, por grupos de afinidade e características em comum. Aposto que você tem um grupo no WhatsApp de melhores amigos, colegas de firma, pessoas que compartilham um hobby específico, política, etc.

Essa ligação instantânea também saiu cara: o ser humano entrou em bolhas onde as opiniões não são confrontadas, apenas ressoam perante aos pares e são levadas adiante como um eco. Essa situação confortável de aprovação vem se “agravando”, pois dia a dia essas opiniões são validadas por semelhantes, até que nossa mente se convença que somos gênios modernos em tudo, mais precisamente economia e política, desprezando quem pensa diferente.

Junte todos esses ingredientes: a dificuldade de checar informações, a facilidade de acesso e a segmentação em bolhas, e daí sai um suco perigoso apontando o caminho que o comportamento das massas está tomando.

Normalmente opiniões são baseadas em evidências em uma proporção direta: quanto mais forte é a evidência, mais forte é a opinião. Uma “tonelada” de evidência significa uma opinião imutável.

Mas toda normalidade tem sua exceção e o que tenho visto ultimamente são pessoas defendendo, com unhas e dentes, opiniões com argumentação fraca e evidências sutis. O embasamento é uma mensagem encaminhada em grupo de WhatsApp, sem qualquer base científica robusta. Não se tem uma checagem das informações, não é apurada a origem e as credenciais de quem elaborou aquele material…ainda assim, aquilo serve como uma prova irrefutável de um ponto de vista pré-estabelecido, que só veio pra reforçar a razão de quem não tá interessado em debater e enxergar uma situação por outro ponto de vista.

O que eu diria para essas pessoas - normalmente as mesmas que me alertaram lá atrás - seria o mesmo que ouvi na minha época de adolescente: “CUIDADO COM ESSA GENTE DA INTERNET - NÃO ACREDITE EM TUDO O QUE VOCÊ LÊ”. Esse conselho, que já foi útil, hoje virou ofensa…experimente falar isso pra quem te encaminha textos de renomados desconhecidas como argumento em uma discussão: você vai experimentar a ira do especialista em tudo, formado na faculdade do WhatsApp com especialização em “Encaminhamento para 5 grupos”.

Comecei essa crônica pensando que o bom conselho não tinha prazo de validade, pois mesmo antigo seria muito atual, mas essa reflexão me fez concluir que a vaca foi pro brejo há muito tempo.

Perdeu-se a capacidade de duvidar quando o ser humano experimentou e ficou dependente da droga de sempre ter razão.
submitted by toto883 to brasil [link] [comments]


2020.04.03 06:19 Flyredas A (not so objective and incomplete) Guide to Brazilian Music

Yeah, it’s quarantine here in my city, I should be studying, but I’m not, therefore, I’m bored, so why not. People have been asking for it anyway, to help them learn pronunciation and familiarize with the culture, so here it goes. Get ready to be completelly sucked into what, in my opinion, is the best kind of music in the world:
Warning: I’m not a specialist, please don’t take me seriously and, if you want, you can and should complement this guide

Typical Brazilian Genres (as far as I know, they don’t exist in other countries)

Axé:
Born in Bahia with great Afro-Brazillian influence, it forms, together with Samba and Frevo, the sacred triunvirate of Carnival Music. Really dancy.
Three notable artists:
Ivete Sangalo
Banda Eva
Chiclete com Banana
Examples of songs:
Cadê Dalila - Ivete Sangalo
100% Você - Chiclete com Banana
Pau que nasce torto - É o Tchan

Bossa Nova:
Yeah, that’s what got us international fame. It’s really hard to describe, maybe a mix of samba and jazz. You probably heard it already.
Notable artists:
Tom Jobim
(Yeah, I don’t know many bossa nova artists. Other Brazilians, please help me and add more artists here)
Update: user u/ma7h_99 sugested some more.
João Gilberto
Elizabeth Cardoso
Examples of songs:
Garota de Ipanema - Tom Jobim
A Felicidade - Tom Jobim
O Barquinho - Nara Leão

Update: Caipira
User u/DouglasK-music pointed out it's similar to Sertanejo, but still different, so here it goes
Notable artists:
Tião Carreiro e Pardinho
Tonico e Tinoco
Almir Sater

Update: Capoeira
User u/moon101010 pointed out it needed its own category. In their words:
"It's music played along the martial art Capoeira while the dancers/fighters dance/fight. It's played with a lot of drums, tambourines and berimbau."
Notable examples:
Mestre Bimba
Mestre Cobra Mansa
Pé de Chumbo

Update: Gauchesca/Nativista
I knew I was missing some Southern genre! User u/uselesshc pointed it out (see their comment below for more artists to listen to!):
"A genre of music from the South region, exalting and paying tribute to the gaúcho's culture (people from the pampas plains that consists in regions from Brazil, Uruguay and Argentina). It consists in lyrics talking about their costumes, traditional foods, livestock lands and working, and their love for the nature. Most instrumentals uses an acoustic guitar, an accordion and some percussion instruments. A more "pop" party-driven variation is called Tchê music, reffering to the popular expression often shouted around in chit-chats"
Notable artists:
Os Serranos
Joca Martins
Luiz Marenco
Notable songs:
César Oliveira e Rogério Melo - Lá na Fronteira
Os Serranos - Tertúlia
César Passarinho - Guri

Forró:
Tipically played with a “sanfona”, (accordeon), the most well known rithym of the Northeast region. Really dancy also.
Three notable artists:
Aviões do Forró - currently disbanded, the main singers keep on singing and being succesful
Luiz Gonzaga - the King
Wesley Safadão
Three notable songs:
Chamego ou Xaveco - Banda Magníficos
Asa Branca - Luiz Gonzaga - the hymn of the Northeast
Coração - Dorgival Dantas

Funk:
Totally different from American Funk. It was born in Rio de Janeiro and is a big part of favela culture. Also really dancy.
Three notable artists:
Ludmilla
Valesca Popozuda - yeah, don’t search “Popozuda” on Google
Bonde do Tigrão
Three notable songs:
Favela Chegou - Anitta e Ludmilla
Beijinho no Ombro - Valesca Popozuda
Vou Desafiar Você - Sapão

MPB (Música Popular Brasileira)
The natural evolution of Bossa Nova, known for it’s use of acoustic guitar. One of the most popular genres.
Three notable artists:
Chico Buarque
Alceu Valença
Tim Maia
Three notable songs:
Partido Alto - Cássia Eller
Geni e o Zepelim - Chico Buarque
O Tempo é Sua Morada - Francisco El Hombre

Pagode:
I don’t even know how to describe it. Reminds me of samba. Typical music for churrascos on Sundays.
Three notable artists:
ExaltaSamba
Sorriso Maroto
Harmonia do Samba - for some weird reason bands with “samba” in the name actually play pagode. While people with “pagode” in the name tend to play samba. I don’t know man.
Three notable songs:
Me apaixonei pela pessoa errada - ExaltaSamba
Sacanagenzinha - Harmonia do Samba e Anitta
Deixa acontecer - Grupo Revelação

Sertanejo:
Our “country”, although it sounds nothing like American Country. Easily one of the most popular genres in Brazil today.
Three notable Artists:
Marília Mendonça
Maiara e Maraísa
Zezé Di Camargo e Luciano
Examples of songs:
Evidências - Chitãozinho e Xororó - the hymn of Brazil basically. Every Brazillian is born knowing how to sing this, like them or not.
Jenifer - Gabriel Diniz
Dormi na praça - Bruno e Marrone

Tecnobrega:
I only know one band of tecnobrega, but I had to include it here, both because it’s really famous and because this list is terribly lacking in styles from the North of Brazil.
Notable band:
Calypso - Disbanded, but the lead singer is still going strong
Update: user u/ma7h_99 made me remember some more:
Gaby Amarantos
Banda Uó
Notable songs:
Voando pro Pará - Joelma
A lua me traiu - Banda Calypso
Ex Mai Love - Gaby Amarantos

Samba
Oh, come on, you know samba. The king rhythm of Carnival. National music genre.
Notable artists:
Adoniran Barbosa
Zeca Pagodinho - See? He has “pagode” in his name, but mostly sings samba. It’s confusing
Cartola
Three notable songs:
Não deixe o samba morrer - Alcione
Marinheiro Só - Clementina de Jesus
Chiclete com Banana - Jackson do Pandeiro

Existing genres, but with Brazilian flavor:

Rock
Also called Brock (Brazilian Rock). Started to get strong on the 80s and is still strong today.
Three notable artists:
Rita Lee
Legião Urbana
Titãs
Three notable songs:
Tempo Perdido - Legião Urbana
Meu Erro - Paralamas do Sucesso
Admirável Chip Novo
Bonus: humor rock band Mamonas Assassinas, who lasted one year before they all died in a plane crash and which are still known by all Brazilians. Listen away from kids and Portuguese people: https://www.youtube.com/watch?v=1WjI3DLOk4c

Heavy Metal
I had to put this here for the only Brazilian Heavy Metal band I know:
Notable artists:
Sepultura
Update: user u/Mkid73 pointed out I left out Angra
Notable song:
Roots Bloody Roots - Sepultura

Rap
Rap artists in Brazil tend to be really socially engaged. They are strongly associated with the black rights movement.
Three notable artists:
Emicida
Criolo
Racionais MC
Three notable songs
AmarElo - Emicida
Rio 40 Graus - Fernanda Abreu e Chico Science
Qual É? - Marcelo D2

Reggae
I’ve seen it played in the radio sometimes, although I don’t know a lot about it.
Notable artists:
O Rappa
Natiruts
Yeah, I don’t know any others. Other Brazillians, please feel free to help.
Notable songs:
Pescador de Ilusões - O Rappa
Natiruts Reggae Power - Natiruts

Pop
These tend to be a fever for a time and then misteriously disappear.
Notable artists:
Sandy e Júnior - formally disbanded, but still together in the hearts of fans
Anitta - she started as funk, but I have the impression that today she’s mostly a pop artist
Kelly Key
Notable songs
Baba - Kelly Key
A Lenda - Sandy e Júnior
Show das Poderosas - Anitta

Special – Dictatorship songs
Brazil has many songs that were written by artists during our military dictatorship in form of protest. Most of them were censored, but we all know their lyrics to this day, and they are really powerful and important for our History. The most powerful interpretations are still kept in video these days and shown to our children.
Examples:
Disparada - Jair Rodrigues - starts at 7:10. A great interpretation, chilling because during the video you can actually see military personel glaring at him from the public.
Como nossos pais - Elis Regina - not her song, but the most know interpretation. The hymn of defeat.
[Pra não dizer que não falei das flores - Geraldo Vandré - it was forbidden to sing this song for years in the country. In this interpretation you can hear people booing the judges for not choosing it as the best song in a festival during the military dictatorship.

Update: Special - Tropicália
As user u/atMalkyor pointed out, not a musical genre per se, but the closest Brazil ever had to hippie music. I'll leave some of their suggestions:
Notable artists:
Caetano Veloso - the main artist of the movement, his song Tropicália named the style and is almost a manifesto of the movement
Tom Zé
Os Mutantes
Notable songs:
Domingo No Parque - Gilberto Gil
A Menina Dança - Novos Baianos
Panis et Circenses - Os Mutantes

Instrumental music (no lyrics but still important)
Frevo:
Born in Pernambuco. The name comes from an adaptation of the word “fervo”, which means “boil”. As you can guess, really dancy (really hard and exhausting to dance, too) and forms, with Axé and Samba, the triunvirate of Carnival Music.
Dancing: yeah, see if you can keep up, will ya?
Classical music:
I know it exists and that Villa Lobos was an important composer, so I had to put this here.
As Bachianas Brasileiras - Villa Lobos
Chorinho
Played on the violas and violões. Famous, although you may not have heard the name.
Tico tico no fubá - Zequinha de Abreu
Brasileirinho - Waldyr Azevedo
Odeon - Ernesto Nazareth

Bonus: “Brazillian” songs
Yeah, we have a habit of… uhm… adapting songs from other countries. Sometimes so well that some people actually think they are ours. I didn’t even know “Without You” was actually by Mariah Carey until recently. Enjoy?
(Paulinha - Calcinha Preta) Without You – Mariah Carey
(Só quer vrau - MC MM feat. DJ RD) Bella Ciao – Bassotti (I’d like to apologize to the whole country of Italy for this)
(Festa no Apê - Latino) Dragonstea Din Tei – Ozone
(À sua maneira - Capital Inicial) De musica ligera – Soda Stereo
(Se não valorizar - Solange Almeida) Umbrella - Rihanna

Edit: my brain fell asleep and forgot who sang "Evidências". Corrected. Also updated to include some genres that other users pointed out
submitted by Flyredas to Portuguese [link] [comments]


2020.03.30 01:53 metsaema identidade cultural e síndrome de vira-lata

isso é um sentimento que eu sempre tive, piorou depois que eu morei fora, mas é algo que eu acho muito difícil de descrever. mas eu me sinto muito mal por não ter uma identidade cultural forte, não ter identificação com nenhum povo e cultura.
eu sou brasileira, e todos os meus avós são europeus ou filhos de europeus, de regiões bem diferentes, tirando uma ou outra comida, ninguém manteve qualquer tradição do país de origem. desde de muito tempo as pessoas comentam que eu tenho cara de gringa, eu sempre me senti meio 'excluída' do brasil porque sempre colocam a identidade brasileira como uma mistura de europeus, indígenas e africanos e eu não tenho dois desses elementos. tem as comunidades de descendentes no brasil, mas eu nunca me senti parte de nenhuma delas uma vez que a minha família é bem misturada e nunca teve esse interesse cultural.
daí quando eu fui fazer intercambio, morei num país pequeno e bem homogêneo, e eu achei muito legal como existe essa conexão com a identidade local, herança ancestral e tudo. a familia do meu namorado faz parte de um movimento de reconstrução das tradições e fé tradicionais, pré-cristianismo, ele cresceu com essa identidade de uma maneira muito forte e eu acho isso muito legal.
as pessoas sempre foram bem receptivas comigo, nunca sofri qualquer tipo de discriminação mas obviamente eu não faço parte daquilo. eu era só uma visitante, e daí eu me sinto mal porque não tinha uma identidade minha, e eu me sentia meio invadindo um lugar que não era meu, isso afeta minha auto-estima, no começo do meu relacionamento eu achava que meu namorado ia me trocar por outro menina só pq eles compartilhavam a mesma cultura, bem ridicula haha
só que por ex. eu super tenho interesse nesse tema, a gente leu junto os textos de mitologia dele e tal mas eu sempre sinto que meu interesse nisso é errado?¿ que as pessoas vão me achar tosca e forçada por querer aprender sobre isso e que eu devia ter minha própria identidade, mas eu não tenho uma! dai eu fico me achando uma americanizada tosca, porque a nossa cultura no sudeste do brasil é super americanizada mesmo, sei lá, me perdi já.
submitted by metsaema to desabafos [link] [comments]


2019.12.14 05:30 Hellblazer_666 Setenta anos da revolução comunista da China, um dos países que mais cresce no planeta há quarenta anos e que se transformou profundamente, e pra melhor, desde o governo de Deng Xiaoping.

Setenta anos da revolução comunista da China, um dos países que mais cresce no planeta há quarenta anos e que se transformou profundamente, e pra melhor, desde o governo de Deng Xiaoping.
Por outro lado, a nação ainda enfrenta enormes problemas. A China que desperta a paixão do espectro progressista brasileiro, é a mesma China do gráfico que gasta muito pouco com direitos sociais. Por outro lado, aproximadamente um a cada 3 dólares arrecadados se transformam em subsídios que, em geral, vão pra industria. Agora me digam: Já pensaram se é um Bolsonaro tocando medidas econômicas assim?
A China, que no imaginário do espectro progressista brasileiro é governada por políticos sensíveis às demandas das classes trabalhadoras, na prática é um dos países que menos esforço faz pra proteger as frações mais pobres da sociedade.
O modelo se reflete na vida. O ensino superior no país é totalmente pago e o regime de aposentadorias possui regras muito mais duras que as propostas na reforma da previdência brasileira, por exemplo.
Com tantos exemplos de sociedades mais igualitárias e democráticas no mundo, porque o dirigismo chinês continua sendo a menina dos olhos da esquerda brasileira? Aqui, a definição de esquerda formulada pelo cientista político Norberto Bobbio não faz o menor sentido.


https://preview.redd.it/0cmp9tb81j441.png?width=890&format=png&auto=webp&s=52f88df73f3eb13a71526096487ca6752f4e92f0
submitted by Hellblazer_666 to BrasildoB [link] [comments]


2019.12.12 03:11 GrifoCaolho D&D, História, Ensino, e Brasil Colônia

Vocês acabaram de chegar à vila de Engenho Novo, onde foram contratados para resolver uma série de crimes. Ela é pequena e de fundação recente, e sua principal autoridade é um nobre português de nome Dom Bosco. Ele é auxiliado por um padre, que está na vila a mando da Igreja para a conversão dos nativos. Vocês avançam pela estrada de terra batida, observado as casas simples e plantações de cana de açúcar no horizonte. A vila parece estar sem uma única alma viva, mas logo vocês percebem que as casas estão todas vazias devido a algum acontecimento na praça central: parece que toda a população de Engenho Novo está reunida, preocupada, em torno de algo.
Com uma introdução parecida com essa, dei início a uma sessão de RPG (D&D 5E, simplificado) com meus alunos do 6º e 7º Ano do Fundamental II (idades entre 11 e 13 anos). A aventura foi uma adaptação de Moon over Graymoor, uma aventura gratuita para D&D 5E, pensada para convenções e one-shots, com uma particularidade: o foco dela não é o combate, mas a investigação.
As adaptações foram feitas no sentido de tornar Graymoor, um vilarejo medievalesco em Faerun, em uma vila brasileira do começo do século XVII na zona da mata Pernambucana - e tornou-se, então, Engenho Novo. Nobres tornaram-se portugueses, o padre da cidade tornou-se católico, e a população um misto de nativos, escravos, e poucos homens livres.
A criançada usou personagens simplificados, sem preocupação com a classe de cada um, e foi encarregada de descobrir quem era o culpado pelos desaparecimentos em Engenho Novo. Das coisas interessantes que sobressaíram na atividade:
Fiquei contente pra caramba com o resultado: as crianças adoraram a diversão diferente, mataram a curiosidade do RPG, pediram por mais, e guardaram a prevalência da desigualdade no Brasil colonial, a importância do status social, e as inúmeras diferenças entre Europa e Brasil.
Tô ansioso pra desenhar uma aventura mais elaborada e trazer a mesma dinâmica, melhorada, pro ano que vem, sem ter que rodar tanto no improviso uma próxima vez.
submitted by GrifoCaolho to rpg_brasil [link] [comments]


2019.11.13 11:42 subreddit_stats Subreddit Stats: portugal top posts from 2015-05-16 to 2019-11-12 14:00 PDT

Period: 1640.75 days
Submissions Comments
Total 998 83599
Rate (per day) 0.61 50.93
Unique Redditors 690 10624
Combined Score 595871 729932

Top Submitters' Top Submissions

  1. 8791 points, 1 submission: ruisao
    1. Somos Campeões, vamos meter a nossa bandeira na frontpage! (8791 points, 539 comments)
  2. 7333 points, 13 submissions: ForeverJamon
    1. Quando queres fazer um bolo mas tens... (1118 points, 59 comments)
    2. Também queria partilhar um meme (1095 points, 49 comments)
    3. Quando vos acontece isto, o que é que fazem? (887 points, 166 comments)
    4. I lack the success to make a good title (751 points, 48 comments)
    5. Coisa mai linda (524 points, 26 comments)
    6. [Receita] Happy 4/20! (459 points, 114 comments)
    7. Tinder em Portugal (x-post from /tinder) (429 points, 277 comments)
    8. Imagem do windows de hoje. Coisa mai linda! (406 points, 42 comments)
    9. Finalmente, aqui está a receita dos lanches. (382 points, 88 comments)
    10. "Chefe, fiz merda" (337 points, 83 comments)
  3. 6521 points, 8 submissions: the_bread_code
    1. Took a pastel de nata baking course and made those (1159 points, 77 comments)
    2. A German attempt at baking broa (993 points, 115 comments)
    3. Broa de milho from start to finish (846 points, 35 comments)
    4. Homemade Pastel de Nata (817 points, 78 comments)
    5. Hello Portugal (791 points, 34 comments)
    6. Broa de milho antes de cozer (770 points, 27 comments)
    7. Made some broa de milho with sourdough (652 points, 94 comments)
    8. Grandma asked to bake an alemaõ bread to remember her times when she was an immigrant in Germany. I made the German Graubrot, similar to broa de milho. (493 points, 55 comments)
  4. 6324 points, 8 submissions: aguadovimeiro
    1. The fucking of the french - 2016, colorized (1501 points, 46 comments)
    2. Somos Campeões do Mundo em Hóquei em Patins! (995 points, 83 comments)
    3. Há 50 anos era assim que se promovia o peixe congelado na RTP (780 points, 52 comments)
    4. Movimento anti-Costa (772 points, 63 comments)
    5. Isto do surf está na hora da morte... (660 points, 37 comments)
    6. Colocar o crl... (653 points, 29 comments)
    7. Estava a pesquisar informações sobre um número que me havia ligado quando encontrei este comentário... (506 points, 20 comments)
    8. 0% ingredientes australianos. (457 points, 56 comments)
  5. 5145 points, 7 submissions: John-florencio
    1. Buraco negro visto através de um telescópio português! Incrível. (1862 points, 48 comments)
    2. Sou artista/ilustrador e venho mostrar o meu trabalho :) (865 points, 166 comments)
    3. Tenho feito estas ilustrações tradicionais para descansar do pc... eu divirto-me bastante a criar estas pequenas histórias! Mais nos comments. (678 points, 91 comments)
    4. Olá pessoal, vocês lembram-se desta imagem que partilhei aqui? Fiz uma uma campanha em alguns threads relacionados com o meu trabalho, e porque não fazer no Portugal também? Dou o ficheiro em alta resolução para fazerem um print (7k a 300dpi). ver comments para download. (596 points, 47 comments)
    5. Como retiro inspiração das mais peculiares pessoas da minha aldeia e do ambiente onde vivo para gerar pequenas histórias. Ver comentários se quiserem saber mais :) (439 points, 28 comments)
    6. CCCAPBCAD- Comité científico para a compreensão e análise das pessoas que bebem café antes de dormir. como sugerido por um user deste sub vou fazeou pelo menos tentar) um post semanal com estes velhotes. (392 points, 48 comments)
    7. Malta, partilho convosco a minha primeira banda desenhada, para um cliente na América, o que acham? (313 points, 112 comments)
  6. 5011 points, 10 submissions: MeltzerIsMyDaddy
    1. Quem quer namorar com o S̷̜̱̬̺͓͖͛̍́̿̽͠r̶̛̜͙̟̘̪̀̍̋͋̔̄͝.̶̳͓̯̰͎̠̎͜ͅ ̵̱͈̩̅͒̾̿͒́͠E̸̻͖̯̲̘͗̌͂͂͆̂̋͛͋͘n̷̻̥̽̋̍̀̄̀g̶̛̗̲̣̙͑̎́̌̍̚e̸̡̮̣̻͉̼̔̔͘n̶̛͈̯̝̺̊͋͋́͐̽̾͜͝h̸̟̰̣̞̝̱͖̒̈́͋e̶̺̜̪̍́̀͌̿̊͗̽̚̕͜į̶͈͚̻͖̔̐͛̏͊̒̄̑͜ͅr̵̭̫̻͆̉̓͜o̸̢̮̳͖͔̊ Agricultor? (745 points, 32 comments)
    2. PSP alerta para novidade tecnológica nos carros (617 points, 81 comments)
    3. "Terminas-te o 9º. ano?" (588 points, 183 comments)
    4. Alta de Coimbra, década de 1930, Portugal (564 points, 66 comments)
    5. Sites de "Fake News" em Portugal (537 points, 250 comments)
    6. Spent the whole morning exploring Mosteiro dos Jerónimos, this natural hidden gem in Lisbon. Definitely the biggest surprise in the town in our opinion. (526 points, 60 comments)
    7. Um gajo a trabalhar... (400 points, 12 comments)
    8. Autocarro urbano espetou-se contra um talho em Viseu esta manhã (373 points, 92 comments)
    9. RTP1 - Era uma vez um cuco que não gostava de couves (347 points, 35 comments)
    10. Caminhos de Ferro da Beira Alta (1920) (314 points, 28 comments)
  7. 4554 points, 8 submissions: Jumpyer
    1. Porto, a cidade das gruas (755 points, 157 comments)
    2. Cuidado com o Miguel (706 points, 47 comments)
    3. O estagiário está com preguiça hoje (673 points, 57 comments)
    4. Quem estiver aborrecido com GoT, pode ver a versão tuga (660 points, 90 comments)
    5. O estagiário CM também queria participar no meme day (582 points, 12 comments)
    6. Manneken Pis vestido a rigor (424 points, 9 comments)
    7. Portugal faz hoje oficialmente 840 anos (392 points, 86 comments)
    8. Quando contas até 100 (362 points, 6 comments)
  8. 4523 points, 7 submissions: touny71
    1. Cristiano Ronaldo, viola portuguesa (1241 points, 91 comments)
    2. Turista brasileira salta do tabuleiro da ponte D. Luís.. Nua (638 points, 187 comments)
    3. Há 2 anos, 2 meses e 2 dias festejávamos assim. Obrigado Éder (621 points, 89 comments)
    4. Jorge Fonseca é sagra-se campeão Mundial de Judo -100kg! (599 points, 48 comments)
    5. Praça de touros na cratera de um vulcão. Graciosa, Açores (554 points, 74 comments)
    6. Faz hoje 1000 dias. Choremos um pouco (480 points, 51 comments)
    7. João Sousa e as meias-finais: “Estamos muito felizes, o trabalho duro compensa” (390 points, 15 comments)
  9. 4345 points, 9 submissions: utilizador
    1. Lisboa, terça-feira, 27 de Junho de 1933 - Adeptos do Sporting ouvem através do rádio o jogo entre Sporting CP [3] vs FC Porto [1], em Coimbra para o desempate das meias finais do Campeonato Nacional de Portugal. (627 points, 34 comments)
    2. Começando com o hino da Espanha. (606 points, 66 comments)
    3. Portugal in 1950 (591 points, 62 comments)
    4. tremendous effort (591 points, 73 comments)
    5. Entretanto, algures no Largo do Rato à porta da sede do PS. (494 points, 52 comments)
    6. para si, que é um homem... (432 points, 53 comments)
    7. Daniel Oliveira > eu adoro a Iniciativa Liberal. Quero vê-los a convencer os eleitores que ganham 700 euros que vão perder 100 euros de salário para pagar a nova taxa de IRS para que um tipo de que ganha cinco mil possa poupar mais de mil euros por mês. (...) (341 points, 566 comments)
    8. Alta definição (338 points, 34 comments)
    9. Olha o robot. É prò menino e prà menina. Olha o robot. Trabalha muito e gasta pouco. Olha o robot. É muito útil pra quem manda. Olha o RADAR... em caixa de cartão? A foto é de hoje! Avenida Santos e Castro. (325 points, 76 comments)
  10. 4016 points, 1 submission: Camarna
    1. Look who's coming to visit (4016 points, 71 comments)

Top Commenters

  1. 1Warrior4All (8596 points, 712 comments)
  2. AqueleHumano (6739 points, 303 comments)
  3. Numaeus (3986 points, 562 comments)
  4. ManoRocha (3915 points, 136 comments)
  5. NGramatical (3877 points, 971 comments)
  6. crabcarl (3479 points, 203 comments)
  7. ozzymustaine (3447 points, 169 comments)
  8. namny1 (3315 points, 93 comments)
  9. sup3rfm (3224 points, 180 comments)
  10. RiKoNnEcT (3093 points, 229 comments)

Top Submissions

  1. Somos Campeões, vamos meter a nossa bandeira na frontpage! by ruisao (8791 points, 539 comments)
  2. Look who's coming to visit by Camarna (4016 points, 71 comments)
  3. Esta montagem foi editada por mim. Demorou quase 4 meses fazer e agora está no Top 1 do subreddit oficial da Marvel. Surreal! by leunnam (2147 points, 348 comments)
  4. I was told to x-post this to this sub by LuNoZzy (2022 points, 128 comments)
  5. Pera... by VladTepesDraculea (1869 points, 67 comments)
  6. Buraco negro visto através de um telescópio português! Incrível. by John-florencio (1862 points, 48 comments)
  7. Tinha de ser dito by SamuelPuga (1811 points, 283 comments)
  8. Cansado das filas de embarque? by OperaRotas (1751 points, 43 comments)
  9. (desculpem não sei se é suposto pôr aqui xD) encontramos 7 cachorrinhos abandonados perto do campus de gambelas em Faro. Se houver alguém na zona que queira e que esteja disposto de adotar era agradecido. Muito obrigado :) by kiubysore (1625 points, 59 comments)
  10. Ninguém avisou a gaivota que hoje é feriado by heldermendes (1621 points, 37 comments)

Top Comments

  1. 833 points: AqueleHumano's comment in Quero chibar-me às finanças. Serei doido?
  2. 657 points: Greatmambojambo's comment in Somos Campeões, vamos meter a nossa bandeira na frontpage!
  3. 629 points: maryjtobasco's comment in Foi para isto que se fez o 25 de Abril
  4. 627 points: taikoubou_'s comment in Turista brasileira salta do tabuleiro da ponte D. Luís.. Nua
  5. 602 points: MLG-Sheep's comment in Porque é que os redditors neste sub são tão cínicos?
  6. 592 points: Numaeus's comment in Visto que desperdiçámos a palavra autocarro com os autocarros o que vamos chamar aos carros que se conduzirem sozinhos?
  7. 530 points: SpinN20's comment in The Disappearance of Madeleine McCann Official Trailer [HD] Netflix
  8. 519 points: ozzymustaine's comment in A German attempt at baking broa
  9. 510 points: Saboni's comment in Somos Campeões, vamos meter a nossa bandeira na frontpage!
  10. 489 points: TTRO's comment in Quando dedicas um tempinho a ajudar os teus novos vizinhos da frente que ficaram fechados fora de casa
Generated with BBoe's Subreddit Stats
submitted by subreddit_stats to subreddit_stats [link] [comments]


2019.11.07 03:25 Mustafasustenido Completei 30 anos, virei mago e isso me abalou profundamente

Caros colegas redditors.
Buscarei a melhor forma de contar essa história aqui e farei um TL;DR no fim, mas tentarei não deixá-la massiva.
Então... venho de uma família classe média alta onde o que mais tive foi amor e carinho.
Em minha adolescência viajei bastante pelo mundo com minha família, estudei em uma escola excelente, fiz muitos amigos (alguns hoje são meus irmãos de vida) e posso dizer que foi o melhor período de minha vida.
Porém nunca consegui me relacionar com nenhuma mulher. Terminei o ensino médio sem nunca ter dado um beijo. Só tendo encostado na mão de uma menina 1x e passando por dezenas de rejeições (perdi as contas da quantidade de vezes que me apaixonei e não fui correspondido).
Sei que isso, em partes, se explica pelo fato de eu ter sido o ser humano mais magro (com saúde) que já conheci. Sem entrar em muitos detalhes meu IMC era por volta 13, eu era literalmente só o osso. Mais de 1,80m e menos de 50 kg (muito tempo depois descobri que é simplesmente a genética, mesmo malhando existe uma barreira pra meu peso e cada segundo de sedentarismo me faz emagrecer), exames perfeitos. No fim da adolescência entrei pra academia e consegui um corpo magro normal, porém o estrago na minha autoestima já estava feito (apesar de eu ter convicção que a qualquer momento, naturalmente, as coisas aconteceriam e eu acharia alguma menina pra me relacionar).
Passei em uma das melhores faculdades do país, no curso que eu queria, saí de casa pra morar sozinho e estudar, tinha tudo pra minha vida continuar as mil maravilhas, mas encontrei meu primeiro problema. O local de estudo só tinha homens e, como eu não era muito de sair, me bateu um grande desespero de continuar BV por muito tempo, já que não teria contato com mulheres... Enfim, uma depressão apareceu e fiquei quase 2 anos praticamente na rotina casa-faculdade-casa (além de minha família ter colocado quase uma babá em minha casa, pra que eu pudesse ficar mais relaxado). Foi com sobras o pior período de minha vida, em momentos de crise não conseguia comer praticamente nada, em momentos normais eu tinha que empurrar cada refeição. Voltei pra um estado de muita magreza (IMC 14,5), parei de fazer atividades físicas... minha família percebia pouco porque, além da distância, meu desempenho continuou excelente. Meus amigos de infância estavam em outras cidades e meus amigos da faculdade não pareciam notar nada (até porque já me conheceram nesse estado).
Consegui começar a superar essa situação depois de um grave problema de saúde na família. Entendi que nada do que eu sentia se justificava com tanto sofrimento que eu estava vendo daquele ente querido próximo a partir. Tanto que, depois da sua morte meus pensamentos voltaram a funcionar quase que normalmente (algumas recaídas de vez em quando) e voltei a ter aquela certeza adolescente que a qualquer momento naturalmente eu ia encontrar uma parceira.
Resumindo bastante, terminei a faculdade e comecei a trabalhar numa das maiores empresas do país, em uma cidade média do Brasil. Em pouco tempo eu assumi uma função de gestão e hoje estou quase no topo da carreira. Além disso dou palestras periodicamente para centenas de pessoas e ministro um curso noturno na área em que sou referência. Minha remuneração é o equivalente a 1 carro popular a cada 2 meses.
Ah... não possuo redes sociais
O que vou falar agora pode ficar parecendo querer me "gabar", mas é só pra enaltecer a gravidade da situação e o quanto tudo pesa em mim.
Meu modelo de gestão virou referência na empresa (e no mercado em geral), por criar uma equipe "família" (tenho muita facilidade em analisar perfis de pessoas e criar ambientes de trabalho que funcionam de maneira leve), os funcionários da empresa simplesmente me vangloriam pela forma como eu levo as coisas e resolvo as situações. Um dia desses um antigo auxiliar de serviços gerais (o qual sempre incentivei [verbalmente e financeiramente] a terminar o curso que estava fazendo) que conseguiu vaga de assistente administrativo em outra empresa veio pessoalmente me agradecer (até uma lembrança me deu, que guardo com bastante carinho) por conta dos ensinamentos que passei pra ele, que, segundo o mesmo, "foram de grande importância para o crescimento na carreira dele".
Dou palestra pra centenas de pessoas por mês, pra falar sobre a área que domino e está em ascensão em todo o mundo. As palestras tem sido um sucesso, e a plateia aumenta a cada ciclo. Sempre tive muita facilidade pra falar (e prender a atenção das pessoas) em público.
Minhas aulas noturnas também correm de maneira bastante positiva. Sempre tive prazer em ensinar e ver o aprendizado de cada estudante (principalmente os que mais tem dificuldades) me dá uma sensação de dever cumprido muito grande.
Além disso tudo sou multi-instrumentista. A música é parte de mim e sempre quis compartilhar com o máximo de pessoas possível. Dessa forma, sou um dos fundadores (e professor) de um projeto comunitário com objetivo de transformar a vida das pessoas de uma maneira efetiva.
Dito isso, volto pra o ponto do desabafo do tópico.
Completei 30 anos, sou BV e, obviamente, virgem e isso vem me destruindo a cada dia que passa. Todas as pessoas próximas a mim já tem família, ou pelo menos namoradas sérias/noivas e eu mal encostei na mão de uma mulher.
Analisando friamente (uma das minhas maiores virtudes são as autocríticas) sou um homem nota 7 de rosto (sei que nos achamos mais bonito do que o que somos, mas já descontei uns pontos, risos) e 3 de corpo. (recentemente estava melhor de corpo mas ansiedade que venho sentindo nos últimos meses vem me corroendo, e tenho total consciência que não posso por a desculpa dos meus insucessos integralmente no meu corpo)
Ninguém sabe que sou BV e meus dois amigos mais próximos sabem que sou virgem.
Mensalmente recebo a sugestão de procurar uma prostituta, mas meu EU me diz que isso seria a maior prova que sou incapaz de conseguir um primeiro beijo com uma moça que gostasse de mim de verdade (e nem sei se é recomendado beijar prostitutas, risos).
Meus amigos já tentaram me "armar" com conhecidas em festas, mas nas duas vezes que isso aconteceu notei que as moças não queriam e nem tentei forçar a barra. Acabei saindo das situações muito pior do que antes, sentindo a rejeição na pele mais uma vez. Sabe aquela facilidade pra falar em público? Isso desaparece integralmente em contatos sociais diretos com muitas pessoas do sexo feminino (principalmente em festas, que nunca gostei e hoje em dia mal vou, a não ser as do trabalho ou quando faço parte da banda). Na verdade ir em festas no geral me cansa MUITO, vou uma vez por ano, depois de muita insistência dos amigos, porque sei que vou ficar lá 5-6h com cara de paisagem, sem despertar o interesse de nenhuma mulher random por conta de não conseguir ter a mínima postura e não ter um corpo tão legal pra gerar interesse numa numa festa.
Tenho total convicção que, se eu fosse uma mulher, jamais pegaria um cara inibido como eu num ambiente de festa, eu simplesmente me reduzo a um pedacinho de nada, sei que isso é muito por conta da baixa autoestima devido ao meu corpo e às rejeições femininas que sofri na adolescência.
Minha rotina hoje em dia se resume basicamente a:
Trabalhar de segunda à sexta o dia todo (e noite), tento ler algo pra relaxar;
Sexta à noite (pelo menos a cada 15 dias) saio com meus amigos (e suas esposas) pra um barzinho;
Sábado trabalho mais um pouco, assisto futebol e vou dar aula de música para o pessoal no projeto;
Domingo passo o dia feliz com minha família, à noite vou à missa pra relaxar um pouco o espírito e me preparar para a semana.
Sinto um pouco de tristeza principalmente ao escrever que passo o "domingo feliz" com minha família, com um toque de desdém. Porque realmente tinha tudo pra ser algo perfeito, mas meu EU interno já passa cada minuto, em cada uma dessas atividades, pensando no quanto de vida eu perdi por chegar aos 30 anos sem ter me relacionado com uma mulher e saber que esse tempo não volta atrás nunca.
Saber que jamais vou ter uma namoradinha aos 15 anos, conhecer aos poucos e sem maiores pressões como um relacionamento funciona. Ir de mãos dadas ao shopping, assistir um filme, trocar palavras, olhares... Cada vez que penso nisso parece que uma parte de mim fica pra trás, não consigo exprimir com palavras o vazio que isso me faz sentir.
O estopim para que eu resolvesse desabafar e (com fé em Deus) procurar ajuda profissional foi o seguinte:
A empresa é composta majoritariamente por homens e mulheres de mais idade, mas possui algumas estagiárias e o pessoal sempre me fala na resenha (não sei até que ponto é resenha [na verdade eu sei que não é resenha]) que elas fazem de tudo pra se envolverem comigo (lembra aquela história de que sou bom pra traçar perfis de pessoas e montar equipes? Pois é, quando o assunto é relacionamento com mulheres eu não sei interpretar os sinais mais básicos). Obviamente eu jamais me envolveria com uma estagiária (até mesmo uma ex-estagiária), por razões profissionais, mas já recebi muitos "convites" via Whatsapp, que acabo levando na brincadeira pra não queimar minha reputação.
Enfim, recentemente chegou o ponto que resolvi que meu psicológico era mais importante do que meu medo de "me queimar" e comecei a conversar com uma estagiária (10 anos mais nova e de família humilde[claro que não ligo pra isso, só estou dizendo aqui pra que você me ajudem a interpretar a situação depois]) que já estava terminando o contrato e ia ser efetivada em outra cidade. A iniciativa foi minha (e isso me fez ter ainda mais vontade de que desse certo), mas, mesmo sendo um poste, eu sempre notei a forma que ela me olhava, sorria e nas conversas que tivemos nossas ideias se batiam muito, além de ela me atrair fisicamente e ser bastante inteligente.
Começamos a conversar diariamente via Whatsapp (evitávamos contato pessoal por conta do ambiente da empresa). Pouco antes do contrato dela acabar surgiu o momento e falamos mutuamente do que sentíamos, dos problemas que isso podia trazer pra vida profissional, mas acabamos concordando que valeria a pena tentar algo. Um tempo depois resolvi chamá-la pra sair e ela aceitou, mas veio com uma conversa que não era pra eu criar expectativas e que ela "não era fácil" (com outras palavras mas em resumo era isso). Confesso que achei meio estranho, há pouco tempo havíamos nos aberto um para o outro, mas não entendo nada de mulheres mesmo, então vamos seguir a história.
Tive o primeiro encontro da minha vida (sim, aos 30 anos, repito) levei ela pra jantar em um local que não fosse o mais caro da cidade (pensei que ela se sentiria mais confortável caso pudesse pagar o que havia consumido, se desejasse).
Saí de casa bastante nervoso, mas seguindo à risca tudo que os tutoriais on-line tinham me ensinado. Asseado, perfumado, bem vestido (como se eu já não vivesse assim...) e tentando o máximo possível ser simplesmente eu.
Chegamos ao local (um pouco preocupados que algum conhecido nos visse), mas a coisa fluiu tão naturalmente que, aos poucos o nervosismo foi passando. Aproveitamos o momento "livres" e conversamos sobre muita coisa ao longo de quase 3 horas (sem nenhuma forçação de barra, a coisa realmente acontecia de maneira espontânea), falamos um pouco sobre nossas vidas, nossos anseios, falamos mal das pessoas das mesas vizinhas... isso tudo com intensas trocas de olhares. Chegou um ponto que tomei coragem, segurei na mão dela e, pasmem, ela deixou. Fiquei ali de mãos dadas com ela (foi uma das melhores sensações que já tive na vida), trocando carícias e conversando por mais alguns minutos, quando decidi que era hora de sair e tentar algo.
Como já disse, antes do encontro eu estava muito nervoso, mas depois de todo aquele tempo com ela eu percebi que as coisas realmente iam acontecer de forma bastante natural.
Saí do restaurante abraçado com ela, fomos em direção ao carro (estava num local isolado), fiquei de frente com ela, falei 2 palavras e fui em direção ao meu primeiro beijo.
Ela simplesmente se virou e disse "na-não" (foi mais em forma de ruído de negação, mas achei melhor escrever assim), nesse momento não entendi mais nada (teria interpretado algum sinal de forma errada? Deveria insistir?).
Dei um abraço nela falei algumas palavras, tentei novamente e recebi mais uma rejeição.
Não soube o motivo (até agora não sei), mas preferi não insistir, demos um abraço demorado e levei ela pra casa, conversando sobre outras coisas.
Faz pouco tempo que isso aconteceu e ainda trocamos algumas palavras via Whatsapp. O que me deixa tranquilo é que eu pelo menos tirei a bunda da cadeira e tentei. Mas a frustração de mais uma rejeição é algo incomensurável pra mim. Não sei quando terei contato com outra mulher a esse ponto (estatisticamente eu tenho contato, com chances de dar algo, com uma mulher a cada 2 anos, e, é claro, nunca deu certo)
Com relação a esse encontro (eu queria até a opinião dos colegas redditores) eu trabalho com 3 hipóteses:
1 - Ela quer algo, mas não quis se mostrar fácil/interesseira (como as outras estagiárias que mandam mensagens diretas pra mim por Whatsapp) e está esperando outro convite meu para que possamos sair novamente e finalmente ocorra algo;
2 - Ela não quer mais nada por conta de uma das milhares de coisas que podem estar se passando na mente dela;
3 - Isso foi a prova de que meu corpo possui alguma substância não identificada, incolor, inodora e insípida, que cria uma barreira contra mulheres.
Não sei se vale a pena insistir, estou tão frustrado que não consigo ter forças pra um contato mais direto (apesar de sentir muita falta das conversas com ela);
Pra finalizar, meu desespero hoje é tão grande que penso até em fazer uma rede social (coisa que nunca tive) só pra me "amostrar" (algo que é totalmente contra meu perfil). Mostrar meus carros, minha casa na praia, minhas viagens semanais, meus momentos com os amigos, sei lá, qualquer coisa que pudesse gerar alguma curiosidade sobre mim para as mulheres.Mas aí me olho no espelho e percebo que quando chegar a esse ponto eu realmente não estarei mais sendo eu e algo de muito errado (além do que já está se passando) estará acontecendo.
TL;DR: Homem, 30 anos, família perfeita, muitos amigos (alguns verdadeiros irmãos), trabalho dos sonhos, ótima situação financeira, porém BV e virgem.
Fazendo um resumo desde a adolescência:
Comecei a aprender sobre música achando que com isso um relacionamento viria naturalmente (ao menos a música virou uma paixão real em minha vida);
Comecei a fazer academia achando que com isso um relacionamento viria naturalmente;
Comecei a cursar um dos cursos mais concorridos do Brasil achando que com isso um relacionamento viria naturalmente;
Comecei a trabalhar e hoje ganho mais do que 99% da população brasileira achando que com isso um relacionamento viria naturalmente;
E não veio. Hoje não sei mais o que buscar ou a quem recorrer... A ansiedade (ou seria depressão?) está chegando a tal ponto que me vejo totalmente refém de alguns pensamentos que me atrasam bastante. Eu não consigo, por exemplo, passar mais de 15 dias (ou ir pra um lugar distante) longe da minha família/amigos próximos. Começa a bater um desespero (tipo os que eu sentia na depressão quando tinha 20 anos) e começo a pensar que eu poderia estar ali com uma companheira, aproveitando cada segundo. Já desisti de diversas viagens para fora do Brasil por conta disso. Coisa que fazia naturalmente na adolescência.
Sinto que a cada dia a bolha vai aumentando, a ponto de começar a atrapalhar nos meus trabalhos e vida pessoal, viagens a trabalho para fora do estado estão se tornando um sofrimento (as consequências de todos meus medos recaem sobre meu sistema digestivo), acordo à noite desesperado com medo do dia de amanhã, comecei a procrastinar algumas coisas e perder o tesão em diversas situações de prazer do dia a dia (não consigo mais jogar videogame por achar que isso me torna ainda mais virgem e inútil. A própria masturbação se tornou um momento de tristeza. Tocar piano, violino, violão, etc sozinho muitas vezes só me traz dor).
Cada elogio que recebo na empresa, palestras, aulas, crianças no projeto de música, família, amigos, parece aumentar o vazio que sinto.
Gostaria de simplesmente arrumar uma companheira e viver a vida a dois, viajar, compartilhar momentos, beijar, quem sabe, caso a coisa desse certo, ter filhos, criar uma família...

De qualquer forma, me sinto um pouco mais leve por ter passado 2 horas escrevendo e tendo exprimido todos esses sentimentos pela primeira vez (pra o lado de fora de minha cabeça).
Estou pensando em procurar um psicólogo (creio que já devia ter feito isso desde a minha primeira depressão lá nos 20 anos). Como garantir que eu, sendo uma figura conhecida na cidade não terei todas as minhas histórias íntimas divulgadas (sei que psicólogo é uma profissão muito séria, peço até desculpas de antemão caso essa pergunta ofenda alguém, mas uma pessoa má intencionada poderia destruir toda minha reputação externalizando minha intimidade). Na verdade a pergunta é "como escolher um psicólogo?". Caso não dê certo é normal trocar de psicólogo?
Obrigado a todos pela atenção.
submitted by Mustafasustenido to desabafos [link] [comments]


2019.10.03 18:27 SunTzuManyPuppies Carta do prof. Ricardo Felicio aos pais e filhos da nação brasileira: Por que não devemos nem sonhar em acreditar em Greta?

Por que não devemos nem sonhar em acreditar em Greta?
Começarei a dizer que este texto é voltado para pais que realmente se importam com os seus filhos, adolescentes e infantis. Contudo, ele também será escrito para ser lido por esses mesmos adolescentes e crianças. Esse aviso se faz necessário tendo em vista que, se sua mente já foi tomada pelo discurso catastrofista que se repete há décadas e décadas seguidas, pouco ou dificilmente ele fará o efeito necessário: que o mundo não vai acabar pela ação humana. Se ainda restar um pouco de lucidez, entendo que aí ele vai te libertar destas neuroses sistematicamente implantadas em suas mentes.
Desta forma, por que não devemos nem sonhar em acreditar em Greta Thunberg? Porque não sonhamos os sonhos dela! Nossa realidade no Brasil e em diversos lugares do mundo é muito diferente. Nós ainda temos que seguir um longo percurso em conseguir elementos essenciais nas nossas vidas, como água limpa, saneamento básico e energia elétrica, sem as extorsões de interesses internacionais especulativos que visam lucros exorbitantes e não a satisfação e atendimento humano. Necessitamos produzir alimentos cada vez mais baratos e acessíveis que criem rendimentos aos produtores.
Necessitamos de empreendedores que expressem os seus sonhos em uma realidade de execução, não interessando o tamanho destes empreendedores, do micro ao macro. Isto dá emprego, trabalho, renda, uma vida digna e ajuda a alcançar a felicidade. O prazer de olhar para os lados e dizer: venci. Para isto, ainda precisamos sanear leis absurdas e a corrupção que infesta os segundos e terceiros escalões, destravar um mundo já demasiadamente travado da realidade brasileira. Tudo que falo aqui não está baseado em ideologias laterais, mas em senso prático da realidade revelada a nós todos os dias, por quem tem um amor pelo país, um amor pelo próximo e um amor por Deus.
Para os pais, esta é a nossa missão, nossa labuta. Não deixar que os sonhos de vida das nossas crianças e adolescentes sejam tolhidos por ideias malucas e toscas sem nenhum fundamento. Os jovens têm medo de usar o mundo natural do qual fazem parte. Hoje, eles têm medo do Sol, da chuva, de fazerem qualquer coisa, porque isto agride o meio ambiente, como se este fosse uma porcelana intocável, guardada para um jantar especial que nunca ocorrerá. Nós temos inteligência e os recursos humanos mais formidáveis da era da existência humana disponíveis para manipular uma ínfima fração do planeta Terra, com total racionalidade. Não se pode confundir irresponsabilidades extremamente localizadas com o todo do planeta. Isto é inconcebível e deve ser considerado loucura. Loucura esta que não compartilhamos e não devemos aceitar, tanto vocês pais, que leem este artigo, quanto vocês filhos, que estão a trilhar o seu futuro.
O discurso de Greta é nocivo e perigoso. Transmite falta de esperança para quem já está bastante carregado desta mesma falta. Quer levar os jovens ao desespero, à falta de futuro e a um julgamento tosco de uma realidade que é bem diferente da que ela prega. Isto induz as crianças aos pensamentos mais terríveis, levando muitos jovens a cometerem até o suicídio, baseados em uma falácia ambiental sem precedentes. A narrativa também tem o objetivo de destruir a civilização e a propagação dos humanos na Terra. A partir de 2020, por exemplo, a população do Brasil entra no seu processo de autoextinção, tendo em vista que teremos uma taxa de reposição negativa da população. Eis o grande paradoxo, pois estamos nos “pré—ocupando” (com a devida ênfase à palavra) com as pessoas do futuro, meros espectros que não existem e por fim, não existirão, comprometendo o futuro e a vida das pessoas do agora. Isto é a sustentabilidade. Sustentabilidade que sustenta esse tipo de pessoa e seus familiares. Para quem tiver dúvidas, basta procurar o discurso feito por uma menina na mesma situação de Greta, em 1992, na Conferência do Meio Ambiente, no Rio de Janeiro. A menina era Severn Cullis Suzuki, com 12 anos – hoje aos 39 – tem filho, é bióloga e ganha a vida propagando sustentabilidade. É filha de David Suzuki, um dos maiores ativistas ambientalistas que já habitaram as salas de aula, espalhando o seu alarmismo e que foi devidamente retratado por Elaine Dewar, em “Uma Demão de Verde”. Notemos que eles prezam pelas famílias deles, não pelas nossas.
Enfim, este texto é uma mensagem de esperança. A água do planeta Terra não vai acabar. A maior parte da água doce está contida nas geleiras. Temos as águas dos oceanos que podem ser dessalinizadas, coisa que nem o Brasil precisa. Você pai, adolescente ou criança precisa saber que os maiores recursos hidrológicos do planeta Terra estão no Brasil, tanto pela circulação abundante de água que vem pela atmosfera naturalmente, que nada depende de árvores, quanto das maiores reservas de aquíferos mundiais. Dois deles, dentro da listagem dos maiores do mundo, estão no Brasil (SAG Amazônico e Guarani). Não vai faltar água, fique tranquilo! Também não vão faltar árvores, de nenhuma espécie, porque temos reservas imensas no país, além dos maiores e melhores engenheiros florestais do mundo, ou seja, matéria-prima e racionalidade estão juntas. Produzimos e deveremos produzir muito mais alimentos, e fazemos parte dos recordistas mundiais de produtividade e de enriquecimento do solo. Sim, nossos agricultores, de todos os graus, tornaram-se os mais especialistas e técnicos em proteção e nutrição dos solos, bem diferente do que se prega. As temperaturas atuais e as prognosticadas (tanto locais, quanto a média global) não são nenhum problema, pelo simples fato de que já aconteceram no passado (iguais ou maiores), e a vida no planeta continuou a existir. Então, não seria agora, nem no futuro, com muito mais recursos, tecnologias e estudos do que antes, que a vida acabaria. O ser humano é extremamente competente para criar novas saídas aos problemas de fato que surgirem. Fique tranquilo!
Certamente o planeta Terra experimentará temperaturas mais baixas e mais elevadas nas próximas décadas, séculos e milênios, porque é isso que acontece com esta variável do clima, pois ele muda naturalmente com o decorrer do tempo. E ainda assim, como já foi citado em relação à vegetação, os ursos polares, outras espécies animais e os humanos, todos sobreviverão, como fizeram e o fazem agora. Poderia citar dezenas de notícias técnicas boas aqui, mas meu objetivo é outro. Vocês crianças e adolescentes devem procurar a felicidade e esperança e não os problemas. Deixem que nós cuidamos disso. Em determinado tempo de suas vidas, vocês assumirão o seu devido papel de adultos, continuando o nosso trabalho e deverão zelar para que os seus filhos tenham as mesmas felicidades e esperanças. Não precisam se antecipar e somatizar problemas, muitos dos quais, inexistentes. Vocês devem estudar bastante, jogar bola, brincar de carrinho, boneca e bicicleta, realizarem acampamentos, sentar-se ao redor da fogueira, que pode ser acesa sem dó, tomarem banho de Sol e brincarem nas águas, areia, terra e grama. Esses momentos felizes deixarão saudades, mas serão muito importantes para a sua formação e seu caráter no futuro. Este futuro é construído pelos seus atos e decisões da sua vida e não de ambiente.
Esta é a minha mensagem para pais e filhos, unidos em família e em prol do Brasil. Fiquem todos na benção de Deus.
Professor Ricardo Augusto Felicio

Fonte: https://conexaopolitica.com.bexclusivo/carta-do-prof-ricardo-felicio-aos-pais-e-filhos-da-nacao-brasileira-por-que-nao-devemos-nem-sonhar-em-acreditar-em-greta/
submitted by SunTzuManyPuppies to brasilivre [link] [comments]


Mulheres: Brasileiras X Gringas (ft ManoIan) - YouTube Meninas do Brasil - YouTube As Meninas - Xibom bombom - YouTube Três Meninas do Brasil - Meninas do Brasil (Som Brasil ... Mulheres gostosas - só as gostosas e rabudas das praias do ... As 12 meninas brasileiras mais lindas da internet (Loiras ... AS MENINAS - menina brasileira Gostosa provocando na praia - YouTube MENINAS COREANA VS MENINAS BRASILEIRAS - YouTube

meninas brasileiras Modelos Brasileiras

  1. Mulheres: Brasileiras X Gringas (ft ManoIan) - YouTube
  2. Meninas do Brasil - YouTube
  3. As Meninas - Xibom bombom - YouTube
  4. Três Meninas do Brasil - Meninas do Brasil (Som Brasil ...
  5. Mulheres gostosas - só as gostosas e rabudas das praias do ...
  6. As 12 meninas brasileiras mais lindas da internet (Loiras ...
  7. AS MENINAS - menina brasileira
  8. Gostosa provocando na praia - YouTube
  9. MENINAS COREANA VS MENINAS BRASILEIRAS - YouTube
  10. AS GOSTOSAS DANÇANDO FUNK - YouTube

Mulheres: Brasileiras X Gringas (ft ManoIan) São diferentes? Nosso Video na Canal dele : Qual é a musica? https://www.youtube.com/watch?v=UjkwDhSTvHo Canal d... Enjoy the videos and music you love, upload original content, and share it all with friends, family, and the world on YouTube. O projeto que ajuda você a conhecer as mulheres compositoras da atualidade no Brasil! Agora, em formato PODCAST, lançando um episódio a cada mês apresentando... Enjoy the videos and music you love, upload original content, and share it all with friends, family, and the world on YouTube. titulo Mulheres gostosas - só as gostosas e rabudas das praias do brasil LINDAS PRAIAS VEJA MAIS AQUI http://bit.ly/2R1DBo8 URL DO VIDEO Mulheres gostosas - ... Este vídeo é apenas uma opinião pessoal, peço que entendam e não me levem a mal. As meninas são muito bonitas sim, mas lembrem -se que beleza não está apenas... Enjoy the videos and music you love, upload original content, and share it all with friends, family, and the world on YouTube. No terreiro das meninas Em casa de pau-a-pique Coberta de massapê Mando ver! Puxa firme essa corda E arrocha essa palhoça Que é de palha de dendê Mando ver! Venta, venta, ventania Que essa ... As Meninas - Xibom bombom Neste vídeo Jussara Silveira convida Teresa Cristina e Rita Ribeiro para juntas cantarem 'Meninas do Brasil', música que originalmente deu nome ao trio poder...